Prós e Contras: Debate Zero

| Partilhar
Este foi o debate de todos os equívocos. A começar pelo tema. Afinal, o que se discutia o empobrecimento da região Norte e dos seus milhões de habitantes, ou as políticas autárquicas da cidade do Porto e o modo como afectam os seus duzentos e tal milhares de munícipes? Que sentido faz misturar o piso da Avenida dos Aliados com a crise do emprego na região que lidera as exportações nacionais? Os bólides da Boavista com as vantagens ou a capacidade de autogoverno do Norte? [...]
.
Quanto à crise regional, tivemos o mantra da inovação. Qual, como, com quem, zero de debate. Descentralização e autogoverno? O tópico deu origem à única declaração política relevante da noite, com Rui Moreira a explicar que, num país crescentemente unipolar, não via saída que não passasse pela regionalização. Discussão do tema? Zero.
.
O que parece começar a faltar, se não no Porto, ao menos no Porto que nos dão a ver, é o uso da liberdade, a começar pela liberdade da palavra. O gosto pelo confronto franco das ideias, pela vitalidade da discussão democrática, sem interesses particulares a inibi-la. É a isto que chamam claustrofobia?
.
E as novas gerações? Está aí alguém? Que esperam para ocupar o vazio?
.
José Queirós

4 comentários:

  1. http://conversasmarginais.blogspot.com/2007/06/regionalizao-assim-no.html

    M.E.R.M. é que é.

    ResponderEliminar
  2. M.E.R.M?!

    M.E.M.R!

    Movimento para a Emancipação da Minha Rua!

    ResponderEliminar
  3. Rui Rio esteve muito mal no caso do jornalista do JN. Mas a claustrofobia no Porto é uma brincadeira de crianças em relação à de Braga. Rio é discutido diariamente nos jornais, mesmo sendo vítima de jornalismo persecutório (Manuel Carvalho e Luís Costa no Público são exemplos evidentes). Já em Braga, a situação é incomparável. A teia de interesses é asfixiante, ninguém, ou quase ninguém, ousa discutir as vergonhas que se passam nesta cidade, a começar pelos media bracarenses...

    ResponderEliminar
  4. Braga é um enclave em Portugal. Se Portugal está desgovernado, Braga é um faroeste que nem o Sergio Leone conseguiu retratar nos seus filmes. Sou bracarense e não culpo o vígaro que está na câmara há 30 anos pela situação em que estamos. Não culpo os empreiteiros e trolhas que circundam o vígaro. Que culpa têm estes miseráveis que nunca tiveram educação nem bases na vida? Para eles ter dinheiro é ser importante e fazem de tudo para conseguirem ter dinheiro para compensar a fome e miséria que passaram na vida. Quem tem a culpa disto? A culpa é dos bracarenses que votam num vigarista e pactuam com isto! A culpa é dos bracarenses que são o povo mais acomodado e ignorante que conheço! Eu não tenho vergonha do vígaro que está na câmara....tenho vergonha é de todos os bracarenses!
    Para mim Braga é há muito um caso perdido....

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores