Museu Salazar - III

| Partilhar
Para que não restem dúvidas: não sou contra a construção do Museu do Estado Novo em Santa Comba Dão. Quero é a garantia de que a verdade histórica será escrupulosamente preservada e de que não se tratará de um hino ao ditador.

Entendo que há melhor forma de investir os dinheiros públicos. Mas essa avaliação caberá, em última análise, aos santacombenses. Discordo de qualquer intervenção do externa (Governo, Assembleia da República ou Tribunais) nesta matéria.

4 comentários:

  1. E que tal se, ao contrário de um Museu, se fizesse antes um Centro de Estudos do Esatdo Novo, onde se podesse desenvolver investigação e pesquisa sobre essa fase da História de Portugal? Não sei, digo eu...

    ResponderEliminar
  2. houve lideres no passado que também criaram anti-corpos na sociedade portuguesa ...

    Só o Salazarismmo ainda está muito vivo e Santa Comba pode tornar-se um local de peregrinação e culto fascista...

    Daí a que lá possa ser colocada uma bomba vai um pequeno passo...

    Se calhar daqui a 30 anos não estaria pior...

    ResponderEliminar
  3. eu acho que o dito museu, a existir, devia ser colocado na nossa capital.

    durante o tempo da salazarice tudo estava centralizado em Lisboa.
    seria uma bonita maneira de prestar homenagem ao centralismo e de evitar que se criasse um culto numa terrinha que não tem culpa nenhuma...

    ResponderEliminar
  4. axo melhor um museu ao estalinismo...


    k pensam, camaradas???

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores