Moreira quer ser Vizela

| Partilhar
A notícia não é nova. Moreira de Cónegos quer ser integrada no Concelho de Vizela. Não vejo impedimentos para que este intento dos moreirenseses não venha a ser concretizado.
Não implica a criação de novas estruturas administrativas nem aumento da despesa, mas apenas uma reorganização administrativa. A bem das populações.

12 comentários:

  1. Sou vizelense e favorável à integração, é pena a Assembleia de freguesia não querer discutir a possibilidade de um referendo.

    ResponderEliminar
  2. O referendo já foi feito aquando da saída de Vizela do Berço, e nessa altura a resposta foi não. Porquê querer outro referendo agora? Ainda mais porque apenas a localidade que faz fronteira com vizela é que é a interessada..

    De facto, quando a resposta de um referendo não nos agrada, faz-se de tudo para o repetir..Será tipo totoloto?Vai-nos sair o 1º premio desta vez?

    Faz-me lembrar uns que se dizem a favor do assassinio legalizado..

    há que aguentar..

    ResponderEliminar
  3. Não é verdade o referendo foi em 77, e vizela concelho em 98!

    ResponderEliminar
  4. Meu caro Pedro,

    Fico espantado com revelações que consegue desencantar, onde menos se esperam. Aqui por Guimarães, ninguém sabia dessa pretensão das gentes de Moreira de Cónegos. Tanto quanto sei, nem os moreirenses sabiam, mas agora ficarão a saber (e devem ficar um pouco baralhados, porque, até agora, só sabiam que, quando lhes foi colocada a questão, fizeram a escolha que acharam mais certa e optaram por permanecer em Guimarães).

    Ao que consegui saber, parece que três rapazes de Moreira se juntaram para fazerem um blogue satírico, mas não tiveram grande sucesso (excepto, talves, em Braga, o único local do Universo onde terão sido levados a sério).

    Sem ironia e longe de preconceitos bairristas (que abomino, embora possa não parecer), confesso que percorro com assiduidade e prazer esta sua Avenida Central, e que aprecio o modo como vai pontuando a actualidade com as suas opiniões inteligentes e certeiras. Mas continuo à espera de encontrar aqui o seu comentário à intenção do Presidente do seu Sporting de Braga de mudar o clube para... Guimarães (sic).

    ResponderEliminar
  5. Caro Diuner,
    Pertinente o seu comentário sobre a ausência de comentário à verborreia de António Salvador.
    Confesso que nem sei bem o que dizer: não sei o que é preferível. Se um presidente que sabe de negócios mas não pode abrir a boca, dado o pestilento odor das suas palavras. Se um bem falante que desgraça o clube...
    Confesso-me confundido.

    Quanto às pretensões de Moreira, elas parecem bem mais que uma mera brincadeira de 3 moreirenses e um blog. Têm já direito a notícias televisivas e debates municipais. Pretensões que têm esbarrado na politiquice pacóvia deste país - um qualquer acordo entre os socialistas de Guimarães e Vizela inviabilizará as eventuais pretensões dos moreirenses - se são tão poucos a querer porque há-de inviabilizar-se o referendo?

    ResponderEliminar
  6. E mesmo com perda de freguesias por parte de Braga eu também apoio o MOVIMENTO TAIPAS A CONCELHO!

    ResponderEliminar
  7. Concordará comigo, certamente, que o facto deste assunto ter dado origem a notícias televisivas não é indicador da sua relevância, bem pelo contrário.

    Faça-se, então, o referendo, se vos agrada. O qual dê para que lado der, e eu sei bem para que lado dará, o problema irá manter-se, pois só se resolveria partindo a freguesia em duas e passando a parte menor para Vizela. A questão encerra em si uma velha disputa dentro do território de Moreira de Cónegos. E não me parece que a tendência da reforma da divisão administrativa deste país seja compaginável (palavra horrenda!) com a criação de novas autarquias, antes pelo contrário.

    Esta história de levar Moreira para Vizela é velha e revelha, e foi agora ressuscitada por um jovem com ânsias de dar nas vistas, que tentou, sem sucesso, avançar nas últimas eleições autárquicas com uma candidatura por um partido confidencial à Câmara de... Guimarães.

    ResponderEliminar
  8. ... bem me parecia que essa história das Taipas a concelho vinha de Braga. Nas Taipas, com excepção de um par de maduros, ninguém dá crédito a ideia tão estapafúrdia.

    ResponderEliminar
  9. É óbvio que apenas concordo com o referendo... É óbvio que assunto diz respeito aos moreirenses.

    É óbvio que a situação financeira do país não é compaginável com a criação de novos concelhos.

    Mas é também óbvio que não haverá referendo nos próximos tempos... Porque será?

    ResponderEliminar
  10. Não me parece que a questão do fraccionamento do território possa ser reduzida a uma questão financeira. Estivesse o país rico e continuava a colocar-se a questão da racionalidade. O que o país precisa é da regionalização, não da fragmentação.

    Quanto a referendos, nada o opor. Até gosto. Só tenho mágoa de ter perdido em todos aqueles em que votei até agora, mas estou confiante de ganhar o próximo sem ter de mudar o meu voto...

    Saudações do Diuner

    ResponderEliminar
  11. Porque é que pouco a pouco todas as juntas de freguesia limítrofes a Guimarães (Moreira, Taipas, Vizela - conseguiu) querem sair deste concelho? A resposta deve ter um pouco mais do que coincidência...

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores