Democracia Imperfeita

| Partilhar
Há uns meses, Mesquita Machada foi à Avenida da Liberdade participar numa encenação mediática com vista à inauguração do prolongamento do túnel rodoviário. Mesmo depois de gorada a promessa de construir uma praça defronte do Theatro Circo, Mesquita subiu à varanda do mesmo para ali se emocionar numa espécie de acção de campanha para as eleições que se aproximam.

Apesar de se permitir a estes episódios, a Administração do Theatro Circo não se coibiu de impedir a realização de acções políticas do PSD, CDU e Bloco de Esquerda naquele espaço, alegando «a natureza específica e objectivos do equipamento». Se o argumento é esse, não creio que o Theatro Circo tenha sido construído para os Presidentes do Município chorarem diante do povo que se embevece com o seu líder.

Já todos sabíamos que a democracia em Braga não era perfeita... Mas tanto?

5 comentários:

  1. Sou bracarense e espero que o Mesquita não ganhe estas eleiçoes para o bem da minha cidade, mas há alguma diferença entre ir à varanda chorar com o povo tdo do lado de fora e permitir que usem o interior da sala principal para comícios e coisas do género com pessoas aos pulos em cima das cadeiras...

    ResponderEliminar
  2. Já toda a gente sabe que sou de esquerda, já toda a gente sabe sou um quase socialista.

    Quase. porque não consigo votar no Mesquita Machado.

    ResponderEliminar
  3. Vergonha.O Teatro Circo não é do PS,mas da cidade.No tempo da "antiga senhora"os do "contra" faziam aí os seus comícios e nunca veio mal ao mundo

    ResponderEliminar
  4. Os "selvagens" que iam destruir o Teatro Circo, não destroem o auditório do Parque de exposições?
    A coligação fez 2ªfeira lá o lançamento da sua campanha e com a sala completamente cheia, que eu visse não houve um cêntimo de prejuizo!
    Democracia á moda de Braga e do governo civil!

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores