A Concordância

| Partilhar
ermesinde
© Dario Silva, 09-09-09

A partir de hoje, e pela primeira vez, a Concordância de Sangemil dispõe de serviço comercial de passageiros; por agora, as viagens atingem Leça do Balio e num prazo breve chegarão a Leixões (local que o Metro do Porto identifica como Senhor de Matosinhos).

Prometidos estão alguns apeadeiros/interfaces com a rede de metro e autocarros.

O bilhete mais completo do mundo - o Andante - é válido neste novo eixo ferroviário que coloca o Minho e o Douro muito mais próximos de Matosinhos, Hospital de São João, Efacec, São Mamede de Infesta, Leça do Balio e do Aeroporto de Pedras Rubras.

Nas horas de ponta e almoço circulam dois comboios por sentido; nas horas calmas passa um comboio a cada 60 minutos que, em Ermesinde, se relaciona com os serviços suburbanos de Braga, Guimarães e Marco e com os serviços Regionais, Interregionais e Internacionais do Minho e Douro.

5 comentários:

  1. Finalmente uma boa notícia, numa linha conhecida durante muitos Anos pelos maus serviços, quando comboios de mercadorias e passageiros ali se cruzavam, com manifesto prejuízo dos últimos, face ás condições de circulação e atrasos, para além do mau estado da via.Com a renovação e opção pelas mercadorias, os poucos comboios de passageiros deixaram de circular.Ainda bem que agora tudo volta à moda antiga, esperemos com melhores condições.Será sem dúvida uma prenda merecida para os cidadãos e para o serviço público a prestar.

    ResponderEliminar
  2. O Aeroporto de Pedras Rubras?
    Aeroporto Sá Carneiro. Já não é de "Pedras Rubras" há muitos anos.

    ResponderEliminar
  3. Esse seria um bom comboio para ligar à praia. Não se percebe por que só é reactivado no fim da época balnear. Ainda assim claro que são boas notícias. Agora, no que diz respeito a reactivações, falta a linha Póvoa de Varzim-Famalicão.

    ResponderEliminar
  4. "Esse seria um bom comboio para ligar à praia."

    Qual praia? A de Leça?…

    ResponderEliminar
  5. Só uma verdadeira Revolução traria de novo o comboio ou outro transporte com iniciativa pública, ao troço Famalicão/Póvoa; Valença/Monção; Guimarães/Fafe...para não falar nas restantes linhas encerradas a Norte nos últimos 30 Anos.Devo porém dizer que a culpa não foi apenas dos Governos e da CP, contou quase sempre com a tolerância e conformismo das Autarquias.

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores