Os Jardins Que Não Temos

| Partilhar
Eu gostava de saber porque é que em Braga só cresce mato junto às principais circulares... Já pensaram em fazer jardins?

8 comentários:

  1. Para haver Jardins é necessário haver desde logo Bom gosto...depois dá trabalho e canseiras, temos exemplos por todo o lado, basta ver urbanizações recentes, mesmo em aldeias onde nem sequer uma árvore aparece como embelezamento,ou mesmo na estação de comboios de Braga onde apesar de espaço, não existe um jardin!O que conta é a obra mas sobretudo se der votos.O máximo que está a ser feito à nossa volta e a correr, são campos com relva sintética...esses sim prontos até Setembro.

    ResponderEliminar
  2. Então Pedro,

    não nos queixemos. Na volta, para o ano o Sócrates, o Cavaco ou o Rei de Espanha vem cá e eles limpam tudo outra vez! :D

    E os parques que estão prometidos? Afinal o MM já quer um parque das 7Fontes, para não falar do novo Picoto! Ainda aquela coisa que se vai criar no Parque de Exposições! Gosto tanto de eleições!

    Bom mas isso são só os parques "ambiente"... e os dois parques de diversões?????? Sim os que supostamente seriam uma mini Disney!? E o parque aquatico (dois tubitos) que iam fazer na rodovia??Devem estar para nascer n?

    O que tenho a certeza é que vão nascer muitos parques... urbanisticos! Predios e casinhas...

    Ironias à parte, o que mais me deixa triste é que ainda há pessoas que se deixam encadear por estas coisas!

    MUDANÇA!

    ResponderEliminar
  3. Não é só nas circulares que cresce mato.

    No entanto, os jardins em braga devem ser mesmo muito importantes, para florirem apenas no centro urbano que é das pessoas e não das minhocas!

    Talvez em braga só tenhamos o significado de "Jardim" idêntico áquele que alguns trazem muito bem defenido no queixo há vários anos...

    Plantem árvores!

    ResponderEliminar
  4. Alberto João em Braga,já!

    ResponderEliminar
  5. Afinal poucos plantam árvores...as nossas Ruas são disso exemplo.Se cada um dos que vejo sentados nas esplanadas e cafés cá da cidade, plantasse uma árvore por Ano...vivíamos na Amazónia.Se cada urbanização fosse obrigada a ter espaços verdes...teríamos jardins...se cada Político fôsse representante dos que o elegeram, vivíamos no paraízo, mas eles morriam pobres e sem tempo para gozar férias.

    ResponderEliminar
  6. porque não te fazes de voluntário e vais para lá plantar um jardim?

    ResponderEliminar
  7. A carapuça só a enfia quem quer.Num País com tanta gente a viver de subsídios, não parece ser justo "mandar trabalhar quem o faz habitualmente durante dez e mais horas diárias". Por outro lado nota-se muito boa gente acomoda-se e já nem procura trabalho, acredita que não há.Isto levanta duas questões:- Uns queriam trabalhar, mas agora acham que o desemprego paga mais...(um erro que sairá caro a curto prazo). Outros desistem porque esperam o Paìs melhore ou supõem é a Seg. Social que deve oferecer emprego! Mas concordo com quem pensa ou gosta de estar nos cafés ou esplanadas....deve ser aborrecido plantar árvores.

    ResponderEliminar
  8. O Mato é bem preciso.Resiste melhor ao calor, não é necessária rega diária, embeleza porque é verde e defende-se bem de quem o pretender danificar.Elementar meus caros, entender a opção mesmo em termos de política autárquica.

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores