Somos Todos Guimarães

| Partilhar
Guimarães
© jsome1

Guimarães foi oficialmente designada como cidade Capital Europeia da Cultura 2012. A notícia enche de orgulho todos os portugueses e, em particular, os minhotos que vêm assim consagrada a aposta cultural de uma cidade ímpar no contexto nacional.

A escolha de Guimarães como Capital Europeia da Cultura é o reconhecimento de um projecto que se iniciou há duas décadas e que se centrou na reabilitação urbana do centro histórico (com pessoas) bem como na dinamização de uma agenda cultural capaz de congregar as tradições mais genuínas com as expressões contemporâneas de nível nacional e mundial. Neste capítulo, a conjugação da oferta de Guimarães, Braga e Famalicão faz do Minho um destacado terceiro pólo cultural nacional.

Sobre o projecto, o Ministro da Cultura adianta que se trata «de um programa muito ousado, com um eixo social, um eixo urbano e um eixo económico, que deverá permitir a Guimarães prosseguir o trabalho de recuperação e reabilitação urbana, sobretudo no centro da cidade, levar as pessoas a ocupar de novo esse centro, e tornar a cidade base de uma indústria muito tocada pelas indústrias criativas». É, sem dúvida, uma oportunidade de ouro para que Guimarães se assuma no contexto europeu como cidade verdadeiramente cosmopolita.

11 comentários:

  1. Agora é aguardar pela vinda do ministro da Cultura a Guimarães, para a apresentação do projecto para a CEC2012...

    ResponderEliminar
  2. Um orgulho para Guimarães, para os vimaranenses e para o Minho. Que a cidade saiba capitalizar a importância do acontecimento e que seja capaz de estar à altura do prestígio da designação. E acima de tudo que coloque mãos à obra porque 2012 está já aí.

    ResponderEliminar
  3. estou para ver se haverá visitantes bracarenses! ehehehe

    ResponderEliminar
  4. Caro Nuno Rebelo:
    Já os há! E bastantes, Basta por vezes "ir" ao Vila Flor ou ao S.Mamede, e lá estão eles.Para além desses espaços, outros lugares são também por vezes frequentados por bracarenses,ok?
    Saudações de um bracarense, que labuta em Guimarães.

    ResponderEliminar
  5. ok... ok!
    era uma provocação só para rir!
    Sou bracarense e nada tenho contra as populações vizinhas à cidade onde moro, muito... mas muito pelo contrário!

    ok?

    ResponderEliminar
  6. "em particular, os minhotos que vêm assim consagrada a aposta cultural de uma cidade ímpar no contexto nacional."

    Em particular os vimaranenses que vêm assim consagrada a aposta cultural da sua cidade.

    ResponderEliminar
  7. ouvi falar em 126 milhões de euros de investimento...

    Talvez invistam 26 e metam 100 ao bolso. Não surpreenderia... Mas bom, há que ter fé.

    Só pedia é que retirassem o COLOSSO DE PEDRALVA, uma das mais espectaculares obras (cerca de 1000 a 1500 AC!!!) da idade do ferro ou anterior do buraco onde está.

    En conversas com comunidades de historiadores estrangeiros, todos ficam absolutamente espantados com esta enorme escultura que é UNICA no panorama Europeu.

    E o que é que a sociedade Martins Sarmento faz com ela?

    Espeta-a numa rotunda, a meias entre um esgoto e o Shopping, num nó urbano que impede qualquer visita ao que é ABSOLUTAMENTE o mais SINGULAR monumento que temos em Portugal.

    Vamos a ver se a CULTURA de que Guimarães fala se reflecte realmente nas pessoas ou se tudo não passa de um estratagema comercial como o Euro 2004 ou até a Expo...

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores