A Ver Passar o Comboio

| Partilhar
Linha do Tua
© Aníbal Gonçalves

Em Viseu, foram várias as vezes que o comboio foi rejeitado sem que os habitantes houvessem punido democraticamente os responsáveis por tamanhas opções. Também em Fafe, foram as negociatas autárquicas que afastaram a cidade da rota dos comboios. Ironicamente, penitenciam-se agora os (mesmos) protagonistas políticos, reclamando um regresso que muito dificilmente se concretizará na próxima década.

O último quarto do século XX está cravejado de equívocos no que respeita às opções ferroviárias e, a avaliar pelas últimas opções governativas, parece que o país não aprendeu mesmo nada com os erros do passado.

1 comentário:

  1. Sem querer ofender ninguém mas a frase inicial precisa de um "que":
    onde se lê "... foram várias as vezes o comboio..." deveria ler-se "... foram várias as vezes que o comboio..."

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores