Que o Salvador Esteja Convosco

| Partilhar
«'Jesus': És Grande! Era uma vez um clube enorme a quem deram o nome de Sporting Clube de Braga. Viveu momentos gloriosos desde o cantado 'ano 21'. Depois de felizes épocas com timoneiros chamados Castro Santos, Cajuda ou Jesualdo, cresceu e multiplicou-se ainda mais. Nasceu uma nova era no emblema bracarense. Os 'Gverreiros', que até têm um 'césar', estão a preocupar aqueles que lutam, com armas desleais, para abater a 'legião'. Mesmo assim, eles mantêm-se firmes. Talvez porque há um João, um Moisés, dois Paulos, um Matheus. Não há milagres no mundo da bola. Porém, a cidade dos arcebispos acolheu um homem chamado 'Jesus'. Não é perfeito, mas quase. Tem sotaque lisboeta, mas pelo jeito mais parece um senhor de Braga. Inovou na forma de trabalhar e, não tarda, para mal dos SCB, este 'mister' vai treinar um clube de maior dimensão. Preferia que não. Por mim, pode ficar por muitos e longos anos. É sinal que o Sp. Braga vai continuar a chegar à Luz, Dragão, Alvalade ou ao mítico San Siro e dar um 'cheiro de bola'.» [Ricardo Vasconcelos, Correio do Minho]

Esta sim é uma declaração de amor bíblico verdadeiramente merecedora de um jantar duplo nos Hotéis do Bom Jesus, com vista para o terreiro de Moisés de um lado e para o terreiro dos Evangelistas do outro...

Só espero que esta idolatria a Jorge Jesus não acabe da pior forma. Apesar das excelentes exibições da equipa e dos roubos de sacristia que têm assolado a verdade desportiva nos jogos do Braga, o homem ainda não fez nada que outros não tivessem feito antes dele.

2 comentários:

  1. Sem dúvida nenhuma que Jesus está a realizar um bom trabalho. Deve continuar pois Roma e Pavia não se fez num dia. E os adeptos do Braga têm que saber isso pois o clube não há muitos anos discutia permanência na 1ª divisão o que hoje é impensável.

    João Pereira
    www.planetalima.com

    ResponderEliminar
  2. Faça ou não mais que alguns dos seus antecessores, uma coisa é certa: nunca o Braga terá praticado futebol tão bonito como esta época e nunca o Braga terá jogado tanto de peito aberto e sem medo, seja qual for o adversário, como esta época.

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores