Recuperar a insula das Carvalheiras

| Partilhar
Mapa Casa das Carvalheiras - Braga
© UAUM

Depois de visitar o website do Orçamento Participativo do Município de Braga (uma boa iniciativa), concretamente o documento que contém as Grandes Opções do Plano e Orçamento para 2008, despertaram-me a atenção sobretudo os dois parágrafos que formam a rubrica intitulada “Renovação Urbana”. Infelizmente, o documento disponível online, relativo ao ano transacto (mas que o de 2009 com certeza irá reproduzir na forma), não se encontra suficientemente detalhado para que se possa ter uma ideia mais concreta do plano plurianual de investimentos.

Penso que a renovação urbana de Braga, particularmente do centro histórico, passa necessariamente pela valorização dos espaços monumentais, ou pelo menos pela criação das condições necessárias para evitar a destruição ou afectação intensiva de imóveis históricos. Concretamente, o Património Arqueológico tem merecido mais atenção e tem sido cientificamente salvaguardado no centro de Braga, porquanto a existência do projecto de salvamento de Bracara Augusta o tem garantido.

Mas o patamar em que o Património Arqueológico se pode interligar harmonicamente com a renovação urbana é sobretudo nos projectos de valorização, musealização e integração arquitectónica dos vestígios arqueológicos exumados. As ruínas da insula das Carvalheiras, em progressiva degradação, ocupam um espaço que permite uma visualização ampla das ruínas, porque se estendem por um quarteirão inteiro da cidade romana. Mas são também um exemplo de um sítio classificado onde equipas de arqueólogos trabalharam intensivamente, na perspectiva de uma musealização de todo o espaço, que, até à data, não se fez... Será este espaço, em 2009, contemplado e orçamentado nas GOP?

0 Comentários

Enviar um comentário

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores