Em Alta Velocidade

| Partilhar
Braga [10-08-2007]

À medida que o projecto da ligação de alta velocidade entre Porto e Vigo avança e sabendo-se que manter a actual estação ferroviária de Braga como ponto de passagem da alta velocidade não parece uma opção viável, há uma pergunta que, curiosamente, continua por responder. Qual é a localização prevista para a nova estação de Braga?

9 comentários:

  1. Não me parece que essas declarações incongruentes do vice da CCDRN sejam um avanço. Há coisas por explicar como eu aqui (http://www.porto.taf.net/dp/node/4561) levanto.

    Em Braga convinha que andassem mais atentos a este processo e não deixassem todo o trabalho de lobby para o Porto que tanto adoram criticar.

    ResponderEliminar
  2. Eu já li em qualquer lado, credivel, (confesso que não me lembro onde) que a estação de Braga AV iria ficar localizada ligeiramente antes da estação actual.

    A actual estação ficaria funcionaria como uma especie de s bento ou sta apolonia.

    ResponderEliminar
  3. -Iremos mesmo ter TGV? Bem, a existir que seja de facto Porto-Vigo, mas não lhe coloquem demasiadas paragens, de contrário nunca atingirá velocidade que justifique o investimento.

    ResponderEliminar
  4. De facto os bragueses gostam muito de criticar o Porto. Com toda a razão diga-se em abono da verdade. Como é sabido, é o Porto que lhes sonega há 20 anos o novo hospital, instalações condignas para a PSP, idem para a GNR e tantos outros investimentos básicos com bancos de germoplasma pelo meio...e tal. Mas enfim, como diria o meu amigo alemão Carlos Marques: "a cada um conforme as suas necessidades". Ainda estou para ver que uso vai dar à ligação a Vigo este povo tão erudito quando é sabido que Fátima fica para baixo.

    ResponderEliminar
  5. "El Salvador" não queiras passar por ingénuo…Sabes muito bem de que se queixa o Norte em relação ao Porto…

    Quanto a Fátima… É o nome da minha tia…

    ResponderEliminar
  6. eu diria mais caro el salvador. diria que até chuva que cai em Braga e o desordenamento urbanístico mesquitense é culpa do Porto :-)

    ResponderEliminar
  7. "-Iremos mesmo ter TGV?"

    O equívo linguístico - e o moldar de mentalidades que isso acarreta - mantém-se e acelera....

    A menos que os operadores portugueses/outros venham a adquirir o veículo "TGV" do construtor francês Alstom, não teremos o dito cujo em Portugal.
    Outrossim, teremos um "comboio de elevadas prestações" que há-de circular numa linha de "Alta Velocidade" (patamar de velocidades entre os 270 e os 350 km/h), ou numa linha de "Velocidade Alta ou Elevada" (patamar de velocidades entre os 160 e os 250 km/h).

    Ora, é muito significativa a diferença de custos de construção/manunteção de um sistema "300" ou de um sistema "250", quer em termos de via/traçado quer em termos de material circulante (vulgo comboios).

    De um jeito ou de outro, Braga não vai ter "tgv", Braga terá uma via de "elevadas prestações" em direcção à Galiza, uma via que apresentará velocidades entre os 160 e os 250 km/h e, pode ser, verá ali circular os "tgv" que Portugal já tem, vulgo "Alfa Pendular", veículo capaz de atingir os 220 a 250 km/h...

    Enquanto os jornais continuam a querer vender a ideia peregrina de um "tgv" em Braga, ou vou ali e já venho....

    Portanto, e com o rigor possível, respondo à pergunta de abertura com um redondo "NÃO".

    ResponderEliminar
  8. Olha o pessoal do Porto! Ó pá, para nós, sois do sul!!!

    ResponderEliminar
  9. Parece-me que a localização concreta não é muito relevante. A solução que existe em Coimbra funciona perfeitamente. O que interessará, mais, saber é qual irá ser o papel de uma e outra. Será a nova estação uma campanhã ou uma gare do oriente, com todo o "intermodalismo" que lhes é inerente? Ou será o "apeadeiro" actual a manter o estatuto de estação principal? Porque por S.Bento e Sta. Apolónia têm um papel bastante activo. Já a de Coimbra tenho ideia que (apesar de funcionar perfeitamente), não tem tanto.

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores