Portugal ao Espelho

| Partilhar
«Aquilo é antes um monstro de hipocrisia e bafio, moralista como uma encíclica papal. Os desgraçados que para ali vão expor os seus pecados são sucessivamente confrontados com a traição aos santos valores da pátria: o horror do adultério, as sombras edipianas, a vergonha da prostituição, as disfunções familiares. Esqueçam o escândalo fácil. Este novo, tão badalado e supostamente moderno reality show não é um passo em frente em direcção ao que quer que seja - é dez passos atrás. Momento da Verdade é o confessionário do padre de província dos anos 50, pejado de sexo e interditos. Há por ali mais cheiro a naftalina do que no guarda-roupa da minha avó[João Miguel Tavares, DN]

A descrição de João Miguel Tavares é tão realista que dispensa mais considerandos. É por coisas destas que cada vez menos ligo a televisão. Ainda assim, a idiotice e o moralismo velado justificam a censura?

1 comentário:

  1. Dado o sucesso deste tipo de programa não será motivo para estar um pouco preocupado com a qualidade do eleitorado?

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores