O Eléctrico de Murcia

| Partilhar


Enquanto não se conhecem os resultados do estudo sobre o regresso do transporte urbano sobre carris à cidade de Braga, sugiro a visita ao site da Tranvimur, «un transporte público rápido, ecológico, seguro y económico» da Múrcia do Século XXI. [endereço do portal enviado por Dario Silva]

23 comentários:

  1. Não sei quando, mas haveremos de lá chegar.

    Haja paciência!

    ResponderEliminar
  2. quem é que está a fazer o estudo??
    e esse eléctrico seria só para braga?ou iria mesmo até guimarães?

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  5. Pois já César... Agora me lembro. Só que não altura andava ocupado e acabei por não ver o site com atenção. Desculpa.

    Abraço,
    PM

    ResponderEliminar
  6. Eu já tinha posto aqui num comentário um link para o site desse eléctrico. Pois ele utiliza a mesma tecnologia do Bordéus. O site possuiu um "folheto" em flash muito simples e bastante informativa acerca dos benefícios do electrico.

    ResponderEliminar
  7. Aguardemos o "estudo de mobilidade", deve estar quase pronto.

    Dario Silva.

    Nota da Redacção: a implementação de um transporte sobre carris gasta muito menos espaço que uma via rápida. Gasta menos petróleo (piada) e gasta menos "árvores"...

    ResponderEliminar
  8. Não faz mal :). Estás desculpado. ;P

    Espanha está apostar forte nos eléctricos. Até Barcelona, que já possui metro.
    Já falei aqui no de Vigo. Agora Corunha também pensa em alargar a rede e moderniza-la. Penso que actualmente só tem um dos antigos para turismo.

    Não tarda nada Santiago também adopta. Já ouvi rumores de uma linha rápida aeroporto-estação comboio-catedral e uma linha normal sul -norte (hospital-universidade-centro-zona industrial). Mas são rumores.

    ResponderEliminar
  9. "Penso que actualmente só tem um dos antigos para turismo."

    Sim, o eléctrico da Corunha andou pelas ruas de Lisboa... assim como há vários de Lisboa e Porto a circular cidades americanas (é chique)

    Dario Silva.

    ps: não quero com isto estar a estabelecer as várias diferenças/semelhanças entre o popularmente chamado de "eléctrico", "comboio", "metro", "metro ligeiro de superfície", "tram-train", "tgv", etc.
    Na essência, procuro falar de "transporte autoguiado sobre carris".

    ResponderEliminar
  10. Camaradas e amigos,

    O blog do Carapau inicia-se!

    E assim mais um blog junta-se à galáxia dos Blogs. Esperemos que mais este grão de poeira venha a causar mais do que alguns espirros… Smile

    http://carapau.wordpress.com/

    ResponderEliminar
  11. permitam-me a ironia: discute-se ( e bem!) tramas e não o benfica...perdão... SC Braga. porque será? :->

    voltando à vaca fria: não precisam de ir tão longe, o que está a ser (mal) construido na margem sul do tejo é perfeitamente adaptável à cidade de Braga. desde que façam um projecto lúcido e não o sorvedouro de dinheiro que tem sido o MST.

    ResponderEliminar
  12. Vejam também o que foi feito em Santa Cruz de Tenerife, onde arrancou recentemente a 2ª fase.

    Além disso, incorpora muita tecnologia portuguesa.

    http://www.tranviatenerife.com/

    ResponderEliminar
  13. Um excelente meio de nos trazer "noticias" da Madeira :)

    ResponderEliminar
  14. Coitado, o António alves anda à procura de guerra, mas ninguém lhe liga...

    ResponderEliminar
  15. É, acho que fazia falta à cidade de Braga um "Metro" destes.

    ResponderEliminar
  16. ó anónimo (ou nem por isso), se é assim porque te deste ao trabalho de o afirmar? :->

    ResponderEliminar
  17. Foto interessante que gostaria fosse realidade em Braga, onde os transportes Urbanos estão "parasdos" estagnados desde 1980.Nada foi feito e o progresso, não se nota relativamente aos Anos 60 em que o eléctrico e a camionagem conviviam lado a lado.Direi mais vivemos numa burguesia aparolada, onde o carro merece prioridade e o social é esquecido, perante cenários rídiculos e interesses algo confusos, que determinam a cidade não tenha alternativa ao devagar devagarinho dos TUBs.

    ResponderEliminar
  18. O Metro devia ir até Tadim e chegar a localidades como V.Verde,C das Taipas e P. Lanhoso.Esta ideia inicial aceita alternativas.

    ResponderEliminar
  19. Tudo bem, venha o eléctrico e o Metro, mas rápidamente, escolham itinerários e façam planos, mas por favor não esmoreçam, a ideia é óptima e seria uma solução louvável, venham melhores transportes e se possível mais económicos e rápidos.

    ResponderEliminar
  20. Permitam-me diga algo sobre comboios.Fui um profissional dedicado como tantos outros e fui o último duma família que foi Ferroviária durante quatro gerações.Nasci, vivi e desenvolvi-me como pessoa no ambiente Ferroviário, talvez por isso sugiro e peço aos que agora falam sem conhecimento ou por exercicio de escrita, um favor, respeitem uma classe que sempre foi perseguida pelo regime anterior, que teve em V.Gonçalves um amigo e que viveu momentos difíceis, quando o divisionismo sindical e os interesses individualistas de classe surgiram, como forma do poder, dominar uma classe uma Empresa que primou durante muitos Anos por um profundo sentimento de Unidade, de combate contra as injustiças, de solidariedade entra classes que durou até o momento em que o poder político e os partidos se uniram para destruir tal força de camaradagem.Não é utopia e os verdadeiros ferroviários e não os empregados, da CP sabem-no bem.Desculpem mas hoje entendi dizer algo após ter assistido pacificamente a textos que ferem a susceptibilidade dos profissionais que deram o melhor por uma Empresa ao longo de muitas décadas.Sei existem terras com história de famílias Ferroviárias durante muitos Anos, a esses envio um grande abraço de solidariedade e amizade, porque sei entendem do que falo.Aos restantes, aos que ouvem falar peço não confundam nunca o ser Ferroviário e ter sofrido e vivido momentos complicados, com os que falam sem conhecimento de causa ou por ouvir falar.Custa-me dizer isto, mas chega exibicionismo.

    ResponderEliminar
  21. Pois é caro Ferroviário, compreendo sua opinião e comentário que aprecio, porém ando a ouvir um tal D.S. neste Blog fazendo apologia do que afinal não é nem sabe do que fala.Deve ser um jovem á procura de destaque que copia textos e fala com Engºs da CP. Só assim se compreeende que divague e desenvolva temas que ninguém encomendou.Será profissional da CP? não creio, porque teria decoro suficiente para ser mais humilde.TGV...ALFAS... Rápidos... afinal onde se situa esse pseudo defensor dos trabalhadores e exemplo de moralismo cultural?

    ResponderEliminar
  22. Outro iluminado, deve ter ido à www.gillamp.pt

    Abraço,

    Dario Silva.

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores