Trio de Blogues no Rádio Clube (já completo)

| Partilhar
O debate de hoje foi intenso. Se quanto à localização do novo Aeroporto de Lisboa a conversa foi serena, a discussão aqueceu quando passámos ao referendo ao Tratado de Lisboa. Terminámos com o Instituto Ibérico de Nanotecnologia e a Cimeira Ibérica, numa autêntica corrida contra o tempo. Mesmo a fechar, a primeira apresentação das Conversas Improváveis.

11 comentários:

  1. Obrigado pela informação, Francisco. Penso que já está a funcionar.

    Abraço,
    PM

    ResponderEliminar
  2. Confesso que estava curioso para perceber as convicções sobre a Democracia Participativa e a sua aplicação ao Tratado de Lisboa. Fiquei a perceber que o que serve para discutir as grandes questões como o caminho, o muro, o átrio da igreja não serve para as pequenas questões dos tratados.
    Tanto se disse contra os males da Democracia Representativa e agora? Agora ela é a solução. Pura gelatina política diria o outro. Esta contradição demonstra bem que os clamam por democracia participativa na maioria das vezes não seriam capazes de a praticar. Confunde-se cidadania com democracia participativa. Confunde-se conceitos. Confunde-se os outros e acabamos confusos. Apesar de tudo foi bom reconhecer que o tratado não deve ser referendado.

    ResponderEliminar
  3. Pedro,

    você devia republicar isto:

    http://norteamos.blogspot.com/2008/01/metro-de-lisboa-ganha-o-prmio-de-o-mais.html

    ResponderEliminar
  4. Hi again, see tthis is the site i told you i signed up to. It has some nice information about how to make money using OPP, i think you might find it interesting. here it is. bye!

    ResponderEliminar
  5. Na minha humilde opinião, estes debates seriam muito mais interessantes se debatessem problemas e temas locais.

    Julgo que não faz muito sentido que no RCP Braga três minhotos falem sobre... o Tratado de Lisboa e seu referendo ou sobre o novo aeroporto de Lisboa, em Alcochete.

    Dir-me-á que essas duas questões são abrangentes e têm consequências no resto do país, mas na minha perspectiva essa hora de debate seria muito melhor empregue a discutir as "nossas" coisas.

    Porque para ouvir opiniões sobre essas questões já bastou as das televisões, rádios e jornais da "capital". A quem interessará saber a vossa opinião sobre tais assuntos? Não me parece que a mt gente.

    Nada contra Lisboa, nada contra o Porto, mas, caramba, um programa feito em Braga, com jovens minhotos, a prioridade - não quer dizer que não se alforem outros temas - deveria ser a região.

    Cumprimentos,
    GS

    ResponderEliminar
  6. É surpreendente o silêncio do Pedro Morgado no que toca à proibição do Pica-no-Chão, e de outras iguarias gastronómicas minhotas, por parte da polícia higienista. Pois é, começou com o tabaco e vai por aí fora, não é?!

    Desculpem pela intervenção fora do tema.

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  7. ...não dá para ouvir a apresentação das conversas improváveis.

    ResponderEliminar
  8. Bem, o Joao Marques devia ter um programa so para ele, da dez a zero aos outros dois.

    ResponderEliminar
  9. Este stanescu escreveno Braga 2009. Aposto!

    ResponderEliminar
  10. apostas mal pa... deves ser daqueles que os casinos gostam...

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores