Avenida dos Leitores: Um Ano Cheio de Saúde

| Partilhar
«Enquanto passamos de ano e celebramos a nova esperança há alguém que nos tira tudo e devolve o melhor de 2007. Agora que ando mais ligado à saúde, não podia dizer que o desmantelamento do SNS só me compete enquanto paciente. Compete-me enquanto distribuidor de um serviço público que tem vindo a melhorar sempre que o governo lhe mete a mão. O Governo parece o Rei Midas, em tudo o que toca é para melhorar.

Mas o que realmente me deixa admirado é o aumento dos protestos contra o fecho das urgências e a paciência infinita do Ministro Correia Campos em aturar este povo desordenado e analfabeto que não sabe bem o que quer a não ser berrar contra qualquer coisa. Já ninguém me convence com os argumentos de que urgências nas aldeias com cinco pessoas se conseguem governar. Devo andar a estudar mal o significado de Serviço Público, mas estava para jurar que significa oferta de qualidade a qualquer pessoa desde que não viva acima do Douro e longe de Braga ou Viana do Castelo. Na realidade o que o Dr. Correia Campos conseguiu fazer foi simplesmente genial. Não bastava o pouco trabalho que os profissionais de saúde têm nos hospitais centrais como conseguiu aumentar as listas de espera tanto para cirurgias como primeiras consultas de especialidades hospitalares. Os meus parabéns. Este povo preguiçoso queria ter o hospital à porta de casa. A vida é feita de sacrifícios e o Dr. Correia Campos está cá para relembrar isso.

Esta gente só sabe dizer mal. Queria vos ver no governo. Talvez se tenham esquecido que no ano passado foram prometidas 100 USF (Unidades de Saúde Familiar) para colmatar o meio milhão de portugueses sem médico de família. Quem saberia fazer uma reforma destas? Bem sei que ainda nem começaram a funcionar estas unidades. Mas também não querem construir a casa pelo tecto. Vamos com calma que há tempo.

Também há a questão do agravamento nas urgências hospitalares devido à superlotação. Espera-se cada vez mais para ser atendido. Mas não se podia manter as SAPs e algumas urgências hospitalares para sempre. O INEM trata de colmatar isso. De Lugarejo da Margem do Coura a Viana do Castelo são cerca de duas horas, estão a queixar-se de quê? O INEM é tão bom que nem precisa de emergência pré-hospitalar.

Em relação às novas Urgências Básicas. Bem sei que ainda não se disse quando iriam abrir. Mas conhecendo a calma e ponderação com que são tomadas as decisões de novas aberturas em serviços públicos será para… não sei bem, mas virá com grande qualidade. Fechar é que tem que ser na hora. Mais, o governo está a requalificar uma série de outras urgências para o qual estavam anunciadas novas instalações e equipamentos segundo o seu novo nível e estatuto: urgências médico-cirúrgicas e urgências polivalentes. Não é uma bandalheira pegada. Com calma. Nem precisamos de uma para amostra.

Mais coisas… Já se limpou a gestão dos hospitais públicos pelo Tribunal de Contas dando lugar aos hospitais EPE desresponsabilizando o estado e fugindo à culpabilização do défice das contas do Estado e aumentando a precariedade. É de inteligente, não é? Há défice? Mas já não é culpa do governo agora. Quem se lembraria disto? Cambada de amadores… Até porque vida das pessoas serve para dar lucro, obviamente. Está doente? Tem dinheiro para pagar? cura-se, não tem, use mezinhas caseiras. Quanto maior a desresponsabilização menos pesa na consciência. É que nós nem vivemos todos no mesmo mundo nem nada. Não contribuímos todos com impostos nem nada.

A melhor notícia de todas é que o governo vai entregar o hospital de Braga a uma PPP (parceria público-privada). Negócio da China! É um contrato de 30 anos para obter lucros grandes e fáceis até porque é o próprio Estado que paga o negócio.

Por isso, espero que tenham pedido muita saúde para 2008 e eu próprio desejo-vos essa saúde toda, caso contrário já sabem que podem contar com tudo desde que paguem. Este governo não alimenta parasitas!»

Enviado por Pedro Cruz Mendes.

3 comentários:

  1. Bom texto, Pedro. Este governo é uma lástima.

    ResponderEliminar
  2. Ainda vamos no 3º dia do ano e é só boas notícias! Acho que devíamos todos ir por aí atirar foguetes...

    ResponderEliminar
  3. Muito bom, Pedro!
    Antes de mais, o tom sarcástico fica sempre bem no que toca às críticas!
    Para além disso, quero dar-te os parabéns, porque, no meio desta corja, é fundamental que resistam pessoas que, como tu, sabem olhar a realidade e interpretá-la tal como ela é e que não se rendam ao conformismo tão confortável, instalado e tão "típico" do povo português!
    Perante esta prova de perpetuação da lógica capitalista mantém-se o manifesto de sempre...Deixemos-nos de espíritos derrotistas e promovamos sempre a mudança!
    Quanto ao assunto em questão, aqui temos mais uma pérola do nosso brilhante Governo, portanto, esperemos mesmo que a saúde seja muita por todo o país!
    Aqui fica um dos principais desejos para 2008!

    Bjs

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores