Actualidade num Minuto: É Bom Viver em Braga!

| Partilhar
Os bracarenses estão a ficar desesperados com o caos instalado no trânsito, o que se compreende se tivermos em conta que as obras nas vias principais foram atiradas para os meses de maior fluxo viário, que as vias existentes começam a revelar-se escassas para a quantidade de automóveis que circulam e que não há transportes públicos que se constituam como alternativa.

Alternativa que uma parte significativa dos bracarenses gostava de ver consubstanciada nas Opções do Plano e Orçamento do próximo ano. Mas, enquanto desesperamos no quotidiano pára-arranca poluidor, constatamos que 29 dias não foram suficientes para o Executivo apresentar os resultados do mediático Orçamento Participativo nem para acusar a recepção da Petição Pelo Eléctrico. Em dias de choque tecnológico, o funcionamento dos serviços da autarquia continua a fazer lembrar a demência tecnológica de outros tempos.

Tempos em que, tal como agora, os jornalistas eram ameaçados. Um profissional do jornal A Bola diz que, por estes dias, se viu «envolvido numa escalada de violência verbal que terminaria com ameaças à integridade física, numa tentativa de agressão travada pelo próprio filho de Mesquita Machado».

Mesquita Machado, o Presidente da Câmara que foi a Bolton acompanhar a equipa do Sporting de Braga num momento em que se recusa doar terrenos para uma Academia de Futebol porque tal fora proposto pela Coligação Juntos por Braga. A teimosia tem valido o adiar do anúncio da recandidatura de António Salvador e já há quem comente que será o filho do próprio Mesquita Machado a tomar as rédeas do clube.

Clube que não ata nem desata enquanto o Jorge tiver a Costa quente pela apregoada amizade de Salvador. As más exibições sucedem-se, os resultados estão aquém do esperado e prometido e disciplina é palavra que não rima com aquele plantel.

Plantel que bem podia inspirar-se nas artes marciais de alguns dos estudantes universitários que andaram, por estes dias, encolvidos em «arrufos de namorados». Mas eram namorados daqueles violentos que despejam extintores na cara uns dos outros e se tratam carinhosamente com mocas e colheres de pau.

Cuidado! Esta cidade pode explodir a qualquer momento.

19 comentários:

  1. Caro Pedro,

    Creio que nem daqui a 29 dias terás qualquer resposta, tal como já previra antes: o eléctrico em Braga está em hibernação!

    Cumprimentos

    Pedro Antunes Pereira

    ResponderEliminar
  2. Agressões a jornalistas e o privar de opiniões por parte de qualquer cidadão em Portugal começa a ser muito usual neste nosso país.
    Quanto a esta nossa cidade é pena que esta teia se mantenha. Este circulo vicioso que está entre nós à anos! É preciso sangue novo e mais clareza nas coisas que são feitas por aqui. Parece haver sempre espaço para mais um prédio ou um centro comercial. Porque será que só temos espaço para isto?
    Enfim, o S.C.Braga é outra grande história deste nosso cantinho...

    Comprimentos!

    ResponderEliminar
  3. Confesso que não entendo, mas não entendo mesmo...
    Como é que os bracarenses têm eleito ao longo das últimas legislaturas autárquicas um senhor de quem estão sempre a queixar-se??? Faz-me uma confusão tremenda ver esse senhor fazer apenas aquilo que lhe poderá trazer lucro e proveito próprio, pelo menos segundo as queixas dos mais eruditos...

    ResponderEliminar
  4. Para mim a culpa é do Mesquita. E o Ricardo Rio e o Pedro Morgado são os Messias que nos vão salvar deste apocalipse.

    ResponderEliminar
  5. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  6. O Império do Senhor Mesquita parece estar a desmoronar-se. Vamos a ver se com meia dúzia de obras inauguradas meses antes das eleições não vão mais uma vez cegar os bracarenses.

    http://ocantosocial.blogspot.com

    ResponderEliminar
  7. em relação às obras, as que eu acho mais piada são às da rua D. Afonso Henriques:

    Começaram em Julho, mas pararam em Agosto... Recomeçaram no reínicio de aulas, para complicar.

    Depois, estão a remodelar a rua para supostamente prolongar para esse lado a àrea de comércio... Só não entendo é como retirando o estacionamento o vão fazer.. e é a única coisa que estão a mudar.

    Será que é para empurrar os condutores preguiçosos para o parque do Sr. Névoa??

    Vejamos o que aconteceu à Rua do Souto: Com a implantação do parque da av. central, apenas é usada a zona superior da rua, ninguém desce que é para não ficar muito afastado do carinho.. Não acontecerá o mesmo à D. Afonso henriques??

    Ex: A minha irmã já teve uma loja na rua entre o largo de são paulo e a D. afonso Henriques. Assim que cortaram o acesso à rua paralela (que ta,bem não me lembro o nome) com aquela placa que apenas se vê em braga (proibido, excepto serviços religiosos..), a minha irmã teve de fechar a loja.


    E já agora, porque é que hoje aparec um sinal de proibido(excepto moradores) na entrada da Rua de São Paulo, mesmo jutno à biblioteca?? será que o trânsito nesta rua é assim tão
    ao intenso?? ou é para retirar o estacionamento e empurrar mais uns quantos para os parques??

    última pergunta em relação aos parques: porque é que quando nos rebocam o carro, ele vai para os parque do Sr. Névoa e temos de pagar o dia todo ao mesmo sr.?? se fosse um parque da polícia ou camarário ainda percebia, mas vai para um particular...

    e já disse mais que uma vez, quem vota no Sr. Mesquita não são os moradores de Braga, mas das freguesias limítrofes, que ainda fazem parte do concelho.

    E já agora, sendo o presidente eleito pela maioria, a minoria tem de se resignar?? ou continuar a contestar não é também uma forma de democracia???

    Ditaduras da Maioria é que não!

    ResponderEliminar
  8. Todos os comentários insultuosos anónimos serão removidos.

    Obrigado pela compreensão.

    ResponderEliminar
  9. Já se interrogaram porque é que Mesquita Machado está à 31 anos no poder?
    Porque a oposição capaz de o desalojar não quer borrar as botas na bosta. Isto é: pra ganhar a Câmara de Braga tem antes de tudo saber conquistar as juntas de freguesias rurais. Ora oscandidaos da oposição são demasiados queques e não saem dos gabinetes de ar condicionado. Por outras palavras não querem borrar as botas na bosta.

    ResponderEliminar
  10. Ao Almerindo Margoto,
    Acho que faz um juízo algo desfasado no tempo. Se a oposição conseguiu colar-se nas últimas eleições e está agora em risco de ganhar a camara é porque anda aí no terreno rural.
    Ainda ontem vi o Ricardo Rio e mais elementos do PSD num magusto na minha Freguesia (Sobreposta) e li que a semana passada esteve em Mire de Tibães e Lamas.
    Parece que está a seguir o lema do novo líder da bancada: ele anda por aí!... ;)

    ResponderEliminar
  11. Braga é a terceira maior cidade do país, sem contar com as cidades dormitorio de Lisboa e Porto, mas pelo que leio aqui nesta caixa de comentarios (e que é verdade) mostra que Braga não passa de uma aldeia grande com muitos predios e carros.

    1-) "O lider da oposição ja esta a ganhar terreno e ja esta a fazer mais porque vai a magustos e patuscadas nas freguesias rurais". No comment..

    2-) Sim, com meia duzia de novas obras, o Mesquita é bem capaz de voltar a ganhar. Pelos vistos é tao facil atirar areia para os olhos da população bracarense.

    3-) Não acredito que o Mesquita ganhe só com as freguesias limitrofes, que já nao sao assim tao rurais. Afinal o concelho de Braga tem perto de 160 mil habs, presumo que a maioria viva nas freguesias urbanas e nas perifericas logo a seguir a urbe, como em qualquer concelho.

    4-) Todas estas historias, do estadio em vez do hospital, do filho a tomar conta do clube e de todas as trafulhices, faz lembrar aqueles sketchs do gato fedorento, do presidente da camara de Vila Nova da Rabona.

    Para terminar. Quanto à porrada entre universitarios, penso que isso podia ter acontecido em qualquer cidade. Meninos bonitos e chico espertos é o que não falta por este nosso pais fora. Alem disso se nunca houve problemas de maior dentro da academia Minhota (mesmo no enterro e recepçao quando se junta gualtar e azurem), e se esses problemas se verificaram com a vinda do pessoal do Porto, acho que a culpa não deve ser atirada a Braga.
    p.s - nao estou a dizer que a culpa foi do pessoal do Porto.

    ResponderEliminar
  12. o mosca (filho do mesquita) não tem capacidade para gerir a cozinha da casa dele quanto mais assumir alguma coisa na direcção do SCB...

    ResponderEliminar
  13. Creio que o momento crucial de Braga vai ser no ano 2009. É impreterível que o Mesquita saia do pedestral.

    ResponderEliminar
  14. É verdade que o trânsito está cada vez mais complicado, por vezes devido a obras feitas em timings incompreensíveis.

    Andar a pé é uma possibilidade, mas convenhamos que tal nem sempre é viável. Braga é uma cidade pequena, mas não é um ovo!

    O problema é, claramente, a falta de uma rede de transportes que sirva as necessidades da população.

    Carreiras desajustadas dos fluxos populacionais e a falta de articulação entre os transportes públicos fazem esmorecer a pessoa mais alérgica à utilização do automóvel.

    Braga incentiva o uso do carro. Está tudo preparado para os receber no coração da cidade, desde que se pague, claro está.

    Curiosamente, ou talvez não, a Antena Minho informa hoje os ouvintes que os Transportes Urbanos de Braga já começaram a fazer o Estudo de Mobilidade, decorrendo desde a passada sexta-feira a fase dos inquéritos de rua. E lembra que o estudo está a ser desenvolvido pelos Transportes Urbanos e pelo Departamento de Sociologia da Universidade do Minho, sendo apoiado pela Direcção Geral de Transportes.

    Paralelamente, o Comum adianta que o Departamento de Sociologia da UM afirmou “não ter conhecimento” de qualquer estudo neste sentido...

    Não acredito em soluções messiânicas, mas que se tem de começar por algum lado, lá isso tem. E a questão da mobilidade é seguramente fulcral para o futuro da cidade. Que tal, para variar, desta vez um estudo a sério, com consequências politicas e tudo?!.. Será pedir muito?!

    ResponderEliminar
  15. Ao Raul Silva: Sabe muito bem que na freguesia de Sobreposta, ganhou o PSD e que a junta é da cor do Sr. Ricardo Rio, pelo que daqui não há ganho algum. O que eu quero didzer, e aqui faltam-me os dados das ultimas eleiçoes autarquicas, é que no concelho de Braga as votações nas freguesias urbanas os resultados são equilibrados entre o PS e o PSD. A grande diferença está presisamente nas freguesias rurais que são 54, o PS domina quase todas e isto chega para fazer a diferença. Deve também ter em conta que há muita gente que não vota nem no PS nem no PSD mas antes no CDS, no PC e no BLoco.

    ResponderEliminar
  16. Vou sendo leitor deste e de outros Blogs, mais pela curiosidade. Do que vão falar a seguir…? É interessante fazer-se uma leitura transversal aos que se dedicam à nossa Bracara Augusta e da forma que a pretendem utilizar para os seus próprios interesses.

    Sendo eu admirador da obra do Eng. Mesquita Machado dos últimos 31 anos, e sendo poucos seus admiradores que nestes espaços têm usado da palavra, senti-me encarregue de uma missão e deixar este post.

    As acusações que pairam no ar, com se de verdades se tratassem, e a (des)informação veiculada, torna um espaço que deveria ser de participação cívica, em uma novela literária que roça no ridículo...

    Quanto à suposta oposição de Braga, sem dúvida que temos a mais mediática oposição vista em Braga. E realmente já fazem uma perninha pelas freguesias, pois de lamacentas e subdesenvolvidas têm muito pouco. E aproveitam tudo o que possa ter cabeçalhos de “jornais regionais” para lançar a sua lança em África, como se ideias únicas e exclusivas se tratassem, mas ao ver o conteúdo... As propostas não se querem de titulo, mas sim de conteúdo... E têm de ser estudadas, avaliadas e implementadas se for caso e existir viabilidade nisso. A nova da oposição é a “Academia”... e então eram contra o investimento publico em uma obra municipal, de propriedade do Município, e que tem divulgado e atraído enorme visibilidade nacional e internacional a Braga, mas querem obrigar a toda a força a que a Câmara participe na construção de uma Academia para propriedade do clube local, de que muito gosto... Não estou a dar a minha opinião sobre se deve ou não, mas a alteração ao sabor dos seus interesses eleitoralistas... para já não falar nas Parceria Publico-Privadas (que o PSD tanto apoia e incentiva), em que já se conta dias para divulgação de isto e de aquilo... como diriam os cartazes na rua... a ansiedade tem cura...

    Este blog em particular já apresentou algumas boas ideias que espero que realmente venha a ser estudadas, avaliadas e implementadas por quem tiver competências legais e capacidade financeira para o fazer.

    A parte disso existem, e existirão sempre, problemas e situações menos boas, sejam de quem fôr a compentencia. Entre elas é cada vez mais necessário o Parque da Ponte e o Parque Norte, já previstos e planeados, mas que ainda aguardam o ok final...

    Mas se alguém desconhece o porquê das sucessivas reeleições do M.M., não sabe ou desconhece o desenvolvimento do concelho, com as necessidades básicas supridas na sua quase totalidade no concelho, tendo a melhor percentagem de cobertura de saneamento e água do pais. Isto em um concelho com um crescimento enorme que se verificou a todos os niveis, que coloca Braga como 3ª maior cidade do pais e com as recentes avaliações de entidades com a Deco e os estudos e inquéritos das instituições europeias a colocar Braga com uma das melhores cidades para viver a nível Europeu. Para não falar da gestão dos dinheiros públicos, que viu no recente anuário financeiro das autarquias, reconhecido o Município de Braga como exemplo de boa gestão e saúde financeira.

    Gostava que alguns dos que escrevem e/ou comentam este blogs fizessem uma pequena viagem pelas cidades mais próximas (ou não) de Braga e voltassem uns meses depois. Esse estudo comparativo seria útil para muitos. Falem depois do transito, da insegurança, da qualidade de vida... Mas vamos continuar a fazer criticas... mas construtivas (quem vai pegar nesta última palavra para mais uns comentários?) e com conteúdo...

    Tendo a obra feita, face às necessidades básicas, a aposta na cultura e educação são outra marca no desenvolvimento de Braga e como este comentário já vai longo, vemos que existe um acompanhamento estratégico da realidade empresarial, e pensamento no futuro com a mais recente conquista para Braga, do LIN – Laboratório Internacional Ibérico de Nanotecnologia, que já está a criar bases para mais investimentos, mais empreendorismo, mais e melhor emprego, mais e melhor qualidade de vida...

    Em Braga, o desenvolvimento é continuo. Vamos ter agora um novo hospital central, parques de diversões renovados, investimentos nos recintos desportivos dedicados aos municipes e colectividades. A obra nunca estará completa, porque Braga está a crescer, e o M.M. tem uma visão de futuro, uma visão que me agrada e na qual acredito...

    Bem... aqui fica, por todas que podia ter participado e não participei... vou prometer estar mais activo e dar menos “secas” com comentários...

    ResponderEliminar
  17. Epah, mania de nos comparar aos outros para relativizar se estamos bem ou mal!!!

    Eu até podia morar na melhor cidade do mundo, mas se visse que era preciso fazer alguma coisa, falava!

    em relação aos estudos de qualidade de vida.. não são nada rigorosos. Entrevistas telefónicas aos mesmos que votaram no presidente que temos não indicam uma variável fiável. Porque bairristas como somos (tanto desancamos entre nós, como logo a seguir defendemos a cidade com unhas e dentes) vivemos sempre num óptimo lugar, nem que seja S. Jorge da Morronhanha.

    Quando a cidade é Apreciada sobre o ponto de vista de Planeamento e Urbanismo por quem sabe, chegam sempre à conclusão que Braga cresceu muito, mas mal.

    ResponderEliminar
  18. Caro Rui

    "Gostava que alguns dos que escrevem e/ou comentam este blogs fizessem uma pequena viagem pelas cidades mais próximas (ou não) de Braga e voltassem uns meses depois. Esse estudo comparativo seria útil para muitos. Falem depois do transito, da insegurança, da qualidade de vida... Mas vamos continuar a fazer criticas... mas construtivas (quem vai pegar nesta última palavra para mais uns comentários?) e com conteúdo... "

    pegando nestas suas palavras, posso pegar nas outras duas cidades mais importantes do Minho: Guimarães e Viana do Castelo. Ambas estão a crescer, ambas estão a ter problemas de transito (não tão graves como e Braga, também não são tao grandes e populosas), e Guimarães também tem um nivel de insegurança elevado.
    Mas nenhuma delas está a crescer de modo tão insultuoso ao ordenamento do territorio como braga.
    Claro que todas as elas apresentam erros, tanto ao nivel do urbanismo como do proprio planeamento em si..
    Viana é até um bom exemplo de crescimento, uam vez que está estrangulada pelo rio, pela serra e pelo mar, e tem tido um crescimento razoável.

    Com isto, quero dizer que o argumento de que Braga é so mais uma cidade a crescer mal é invalido, mas não é o unico. Muitos vão achar isto ridiculo, mas temo que num futuro proximo a vila de Valença tome o mesmo rumo, mas claro, a uma escala menor.

    ResponderEliminar
  19. ivan aka bandinho, não é uma mania para relativizar, é simplesmente uma avaliação.

    Eu só conheço uma forma de avaliar, é por comparação com a realidade que está á nossa volta..

    Dos estudos que referi anteriormente, apenas um foi inquérito, do Eurobarametro, inserido no Urban Audit realizado a nivel Europeu. É esse a que você faz referencia ser um estudo manipulado?

    Os restantes estudos são feitos atrvés de indicadores variados e por instituições que se lhe deviam dar credibilidade e isenção.

    ivan aka bandinho e Salem

    Nao vejo nada de errado em avaliar a actuação dos municipios por comparação... e já que falamos de Guimarães e Viana, vejam o desenvolvimento das suas freguesias não urbanas... Vejam que atrai mais pessoas para morar e mais investimentos empresariais e de investigação continuando a assegurar um futuro sustentável.

    E reafirmo, que Braga cresceu muito é agora a 3ª maior cidade do país, com muita coisa boa a todos os niveis, que não vejo ser discutida.

    Claro é mais fácil criticar...

    Para além disto, direccionar as "culpas" para a câmara, ou melhor para o M.M., como vejo bastante nestes foruns, e sequer se informam sobre quais as competências de uma câmara e que ferramentas têm sido desenvolvidas ao longo dos anos para melhorar com erros. E é com Braga e outros concelhos que se iniciaram as melhorias e que servem de base para que outros não caiam neles, e não me refiro só ao que inidicam como urbanismo, mas também na area social, educação, mais uma vez refiro o saneamento e àguas.

    Isto não é desculpar o que correu mal, mas nem tudo tem o destino que falam. É nestes forums, com pessoas que mostram valor nas suas posições e propostas deviam tambem se informar melhor.

    Para terminar tenho uma ideia de que não fora o presidente da câmara ser o mesmo dos ultimos 31 anos, e maior parte deste temas não seriam debatidos... e certamente não teriamos tanto desenvolvimento e qualidade de vida como sinto no meu dia a dia, e com as realidades que conheço...

    (este posts já foi mais pequeno.. é que neste advento dos blogs ainda estou a dar os primeiros passos...)

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores