O Modelo de Desenvolvimento de Braga

| Partilhar

.
Seis professores universitários doutorados em diferentes áreas fizeram anteontem à noite uma apreciação negativa do modelo de desenvolvimento seguido pela cidade de Braga.
.
O caos urbanístico, a falta de espaços verdes e um sistema de mobilidade assente nos transportes particulares foram problemas apontados. Quando os intervenientes sublinharam as maravilhas do concelho, no reverso da medalha surgiu imediatamente uma sombra de preocupação. É que aspectos como a vivência urbana ou a paisagem envolvente, com elementos como o Bom Jesus ou a Falperra, correm o risco de desaparecer, perante a passividade com que a maioria dos cidadãos encara estas questões.
.
Texto retirado do Diário do Minho
Foto do Projecto Braga Tempo

4 comentários:

  1. Antes que isso aconteça é bem necessário que os cidadão se unam e enfrentem um senhor que há tempo demasiado está à frente da câmara de Braga!!!
    É preciso abrir os olhos dessa gente...

    ResponderEliminar
  2. BRAGA è plana? bicicletas e autocarros com paineis solares nu tecto para nao custarem liberdade energètica e mais orçamento sodomizado para 1 europa inutil e chupista...


    www.motoratasdemarte.blogspot.com

    ResponderEliminar
  3. Que novidade...Braga (a minha cidade) já há muito é um caso perdido. Por isso mesmo saí de Braga e não recomendo a ninguém morar em Braga...

    ResponderEliminar
  4. O modelo de desenvolvimento bracarense é do pior. O urbanismo bem, é melhor não falar. A construção baseia-se no betão para habitação de 3º. Onde estão as zonas industriais com capacidade e dimensionadas para a cidade? O quê, aquela porcaria construída no topo do monte ao lado do Bom Jesus? E as zonas de lazer onde estão? Mas zonas de lazer a sério e não uma rotunda ajardinada, que por incrível que pareça conta como área verde! Enfim, é melhor não escrever mais...

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores