Cada qual veste a camisola que quer

| Partilhar


Boss, no Renas e Veados, não gostou da camisola que Ramos Horta vestiu na hora de votar.

Depois o associar-se ao clero fundamentalista da ilha para derrubar Alkatiri, um muçulmano, usando as aulas de religião como pretexto (como se não houvesse problemas a sério em Timor!). E agora isto, para matar qualquer dúvida, t-shirt do pescador palestiniano na hora do voto a ver se se pescam alguns tolos de última hora. Abjecto.

Discordo. Aquela indumentária transborda de oportunismo eleitoral, mas cada um veste a camisola que quer. E, neste caso, nem se pode acusar Ramos Horta de ser lobo com pele de cordeiro. Grave e abjecto seria se, no uso das suas funções presidenciais, Ramos Horta envergasse essa ou outra camisola ideológica que não respeite a liberdade religiosa e a lacidade do Estado.

2 comentários:

  1. Agradecíamos que participassem nos inquéritos sobre Ableismo que estão a decorrer em http://ableismo.blogspot.com/
    Obrigado pela colaboração.

    ResponderEliminar
  2. Caro Pedro Morgado,

    Sobre este assunto, recomendo uma visita a:

    http://tempodascerejas.blogspot.com

    Está lá tudo.

    Um abraço

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores