Insegurança junto à Universidade do Minho

| Partilhar
Braga está a tornar-se uma cidade perigosa.
As imediações da Universidade do Minho são palco de repetidos de assaltos, de violência contra estudantes e de vandalismo contra os seus automóveis. Durante o dia, multiplicam-se os polícias (PSP e PM) - mas em vez de zelarem pela segurança dos cidadãos, o único propósito da sua presença é multar os estudantes que estacionam no passeio para poderem assistir às aulas.
À noite, polícias nem vê-los.

2 comentários:

  1. Infelizmente é uma realidade.
    De manha basta chegar às 9:10 e já não há lugar dentro na UM, nem o parque subterrâneo do CP3 safa (parque sujeito a pagamento). Fora da UM é que se vê, não existe aparcamentos, apenas uns meros espaços em frente dos edifícios, e consequência tudo lotado, é carros em cima do jardim, segunda fila,... Tudo isto porque a câmara não exige urbanizações com qualidade, e as empresas construtores se poderem fazer mais uns apartamentos em cima da estrada ou colados ao vizinho fazem. E claro, está mais que visto, que as autoridades só lá vão para a multa, normalmente estão-se a borrifar para o resto, seja problemas de transito, assaltos, ou manter a ordem.
    Realmente à noite não se vê um policia, o que é grave, dada a quantidade de bares na zona e o grande movimento nocturno.
    A esquadra responsável por aquela zona deveria tomar o exemplo da GNR do Sameiro, policias a patrulhar a zona de bicicleta, só trás vantagens: mantém os policias em boa forma, oferece maior mobilidade nos arruamentos, não gasta os nossos ricos impostos em gasolina/gasóleo, é amiga do ambiente, entre outras.

    ResponderEliminar
  2. Mais...
    vamos participar estes acontecimentos às instituições de segurança e vemos, desse lado, apenas inércia, passividade e um total descrédito na resolução destes problemas...

    Nesta semana que passou, as ruas junto à Universidade e a outros espaços académicos e frequentados por estudantes foram palco de um forte clima de insegurança, violência e vandalismo...
    É preciso intervir e apelar por uma maior acção e vigilância nestes espaços...

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores