CONTRA-ATAQUE: Braga vs Naval

| Partilhar
O encontro agendado para as 20h30 da próxima terça-feira, entre as formações do SC Braga e Naval tem todos os condimentos para se tornar uma boa partida de futebol.

Depois de um período algo complicado no que a resultados diz respeito, cinco jogos sem ganhar, a equipa da Figueira da Foz, voltou ao ciclo das vitórias em Aveiro, frente ao Beira-Mar onde venceu por 3-1, para oito dias depois empatar na Figueira da Foz, (1-1) frente ao Boavista, jogo em que unanimemente foi reconhecido que este resultado foi “muito” lisonjeiro para os axadrezados.

Analisando a situação do ponto de vista classificativo, verifica-se que a formação treinada por Mariano Barreto somou nestes dois jogos 4 pontos, alcançando na totalidade, 28 pontos, o que segundo alguns especialistas é o número de pontos suficiente para garantir a manutenção.

Vistas as coisas por este prisma o objectivo dos figueirenses está praticamente alcançado, pelo que, é uma equipa que a partir de agora pode jogar em qualquer campo á vontade, em completa tranquilidade e sem complexos o que desde logo pode valorizar o espectáculo.

A formação figueirense foi montada por um técnico que Braga bem conhece, Rogério Gonçalves, todavia, após a chegada de Mariano Barreto, sofreu algumas alterações, pelo menos no aspecto táctico onde para além do 4x3x3 de inicio de temporada, actualmente também se perfila no 4x2x3x1.

A Naval, detentora de um grupo de trabalho muito homogéneo, onde prontificam jogadores que ganharam o estatuto de titulares desde o inicio do campeonato, casos de Taborda, Mário Sérgio, Paulão, Fernando e China, Orestes, Gilmar, Fajardo, Lito, e Nei reforçados recentemente pelas entradas de Delfim, e também pelas opções de Mariano Barreto nos jogadores mais jovens casos do internacional Sub-20, João Ribeiro e Pimenta, bem como jogadores que alternam a titularidade com o banco, mas que todavia são certezas confirmadas casos de Carlitos e Saulo.

Fura Redes do blog Meia Bola … e força

1 comentário:

  1. também o porto sporting tinha tudo para ser um bom jogo de futebol. e começou por o ser. mas só de ver o tempo que se perde com lançamentos, pontapés de baliza, ... até me dá vontade de ir logo para casa.

    o jogo está muito lento! os jogadores perdem muito tempo! os apanha bolas ajudam a perder tempo!

    neste jogo apenas o árbitro parecia querer que o público visse futebol de verdade. ele não parava o jogo a cada queda. ele queria que jogassem futebol e não que se atirassem para a piscina.

    Parabéns Pedro (Henriques)

    desculpa Pedro. Parabéns para ti também. Boa sorte para o Braga (e pró Jorge)

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores