[aguardo-te...]

| Partilhar

.
«A calma que tinhas, deste-m’a, e foi-me inquietação.
Libertaste-me, mas o destino humano é ser escravo.
Acordaste-me, mas o sentido de ser humano é dormir.»

3 comentários:

  1. aqui não há palavras. há a tua ausência. há o medo sem os
    teus lábios, sem os teus cabelos. fecho os olhos para te ver
    e para não chorar.


    José Luís Peixoto, in A Casa, a Escuridão.

    ResponderEliminar
  2. O José Luís Peixoto é um espectáculo. Tive o prazer de o conhecer pessoalmente e tenho os livros todos que ele já publicou.

    ResponderEliminar
  3. Uma imagem linda! de um lugar magnifico! com uma frase fantástica!
    De um dia especial!...

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores