Tenho vergonha...

| Partilhar



Afinal do que falamos quando falamos em democracias ocidentais?

18 comentários:

  1. Ora aí está a pergunta que se impõe... Afinal somos todos iguais.

    ResponderEliminar
  2. Esta morte não adianta nada, além do ódio.

    ResponderEliminar
  3. Essa foto (e video também)já mundialmente vista por milhões...
    E crianças também...
    Explique-se a elas "o porquê" já que elas o irão perguntar.
    E as ditas democracias ocidentais irão ter dificuldades em o explicar.
    Porquê?
    Porque a hipocrisia não tem explicação.

    ResponderEliminar
  4. Aparentemente, as democracias ocidentais consistem num conceito social segundo o qual alguns são mais iguais que outros. A democracia dita ocidental aplica-se nas situações meramente convenientes.

    É interessante notar que Saddam foi executado depois de um julgamente sumariamente politizado por um crime que cometeu utilizando armas, instrução e apoio político por parte do mundo ocidental, tão seguro da sua democracia que julga correcto impô-la pela lei das armas.

    ResponderEliminar
  5. O julgamento, a aplicação da pena e a sua execução não são da responsabilidade de nenhuma democracia ocidental, mas do sistema judicial iraquiano.

    ResponderEliminar
  6. Caro RPS,

    Algumas das "democracias ocidentais" não só se congratularam com a aplicação da pena de morte a Saddam como tudo fizeram para que a mesma fosse determinada e aplicada.

    Era sua obrigação bater-se contra tão horrível sanção.

    Como li algures: "Morte à Pena de Morte!"

    ResponderEliminar
  7. Fez-se justiça! E isso é o mais importante!
    Culpar o Bush por esta morte é estar-se cego.

    ResponderEliminar
  8. O Sr. Ainda Mais Atento precisa de ver o mundo com muito mais atenção.
    Como é que se pode dizer que se fez justiça, num processo onde três advogados de defesa do arguido foram assassinados?
    Isto, para não falar nos juízes substituídos, nas provas negadas, nos tribunais de recurso que ignoram a proibição da reformatio in pejus e recomendam o agravamento da pena, etc., etc, etc...
    V. Ex.ª, senhor ainda mais atento, pode ter sido vítima do regime de Saddam e estar, perdoavelmente, a confundir vingança com justiça. Ou pode estar apenas a ironizar e eu, burro, não o percebi. Ou pode ser um fanático xiita, incapaz de perceber os valores fundamentais da civilização ocidental. Mas, se não for nenhum desses o caso, então, desculpar-me-á que lho diga, o seu comentário não abona a favor da sua inteligência e espírito crítico.

    ResponderEliminar
  9. O Funes deve ser mais um bloquista que quer governar Portugal.

    ResponderEliminar
  10. VERGONHOSO!!!
    Isto é barbárie. Não a desculpem.
    Não queiram desculpar ninguem. Isto foi feito pelos americanos. Esta é a sua democracia. Ia comparar a América ao Império Romano, mas era favorer os americanos. Eles são é Bárbaros

    ResponderEliminar
  11. Quando é que vão codenar o Bush à morte??!!!
    Pelos crimes contra a humanidade, pelo desrespeito das normas internacionais, pela prisão de pessoas sem culpa formada, pela invasão de países soberanos. Até quando vamos ter que aturar no mundo um homem destes, fruto da tal democracia ocidental

    ResponderEliminar
  12. nestas alturas tenho vergonha de pertencer a este planeta...

    obrigado pela visita. vejo que o teu blog é muito bom e bem escrito

    ResponderEliminar
  13. Qual a diferença entre Saddam e Bush???

    O destino de cada um dos dois por certo será diferente....

    Democracia isto?!?! não contem piadas.

    ResponderEliminar
  14. Nas democracias ocidentais, os candidatos a eleições, sejam elas quais forem, prostituem-se pelos votos. Depois, quando eleitos, assumem ditaduras, cada vez menos, camufladas. Ponto final parágrafo.

    ResponderEliminar
  15. "Olho por olho, dente por dente" era a justiça do Velho Testamento, pelo que esta execução tem um atraso de 2000 anos.
    Não se trata de perdoar o(s) crime(s) «tout court», trata-se de não o resolver com outro crime. Para o mundo católico, que espaço resta para o perdão, para a misericórdia? Para o comum dos mortais, que espaço para a sua humanidade? Para todos, resta apenas a ideia da barbárie, como já foi dito.

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores