Dois Ponto Zero [23]

| 0 Comentários | Partilhar
A ler: Braga, Maquiavel e a projecção do Sameiro, por Fernando Santos; Sócrates pede julgamento popular, por Daniel Oliveira; O Episódio de Braga, por Vasco Pulido Valente.

A acompanhar: Ò Malhão, Malhão!, emissão especial do 31 da Armada no Congresso do Partido Socialista; ABC do PPM, o blogue de Paulo Pinto Mascarenhas também está no congresso com participações especisias de Ana Sá Lopes e Pedro Azevedo.

Há Música no Museu

| 13 Comentários | Partilhar
O Museu D. Diogo de Sousa, em Braga, é o palco escolhido por Hugo Torres para apresentar algumas canções inéditas do seu álbum «Sensatez». O espectáculo, com início marcada para as 21h30m de hoje, é organizado pelo Centro de Cultura e Desporto dos Trabalhadores da Segurança Social e Saúde de Braga.

Braga Conquista Troféu Europeu [2]

| 21 Comentários | Partilhar
UEFA Intertoto Cup - Braga 2008

1. Quase vinte e quatro horas depois de termos anunciado que o Sporting de Braga é o quarto clube português a conquistar um troféu europeu, a imprensa nacional acordou para a vitórias dos bracarenses na Taça Intertoto. Mais vale tarde...

2. O Sporting de Braga passa a integrar o quadro de honra da competição que incluiu clubes como Estugarda, Hamburgo, Juventus, Lyon, Marselha, Newcastle, Paris St-Germain, Shalke 04, Valência, Villareal e Werder Bremen. [adenda, via Voando à Deriva]

A ler: Sp. Braga campeão da Taça Intertoto, O Jogo; Sp. Braga confirmado como vencedor da Taça Intertoto, Público; Sp. Braga é o campeão da Taça Intertoto, Mais Futebol; Braga é o campeão da Taça Intertoto, JN; Mesquita Machado satisfeito com conquista, Record; Arsenalistas conquistam Taça Intertoto, Record; S.C. Braga proclamado vencedor da Taça Intertoto, A Bola.

A ouvir:

Viana É Cidade Anti-Touradas

| 26 Comentários | Partilhar
«A maioria socialista na Câmara Municipal de Viana do Castelo, decidiu hoje não permitir a realização de qualquer espectáculo tauromáquico no espaço público ou privado do município, sempre que ele dependa de qualquer autorização a conceder pela autarquia.» [Público]

A Câmara Municipal de Viana do Castelo deu o exemplo: uma autarquia à altura dos desafios do nosso tempo não se deixa levar pelas virtudes populistas e eleitoralistas do espectáculo que aplaude o sofrimento cruel de qualquer animal. Na capital do Alto Minho, não há mais touradas se tal depender de qualquer aprovação da autarquia. Este exemplo de Viana do Castelo merece ser enaltecido e devia ser replicado por todo o Minho.

Contudo, as notícias mais recentes mostram uma realidade bem distinta: ao fim de muitos anos sem este espectáculo violento, Braga prepara-se para receber uma tourada; em Guimarães, as festas Gualterianas voltarão a ser palco de uma tourada; e na Póvoa de Varzim, a tourada continua a fazer-se regularmente na Praça de Touros. Infelizmente, a modernidade não está ainda ao alcance de todos...

Braga por um Cartoon [2]

| 2 Comentários | Partilhar
Cartoon DN do Caso Coubert
© DN

Manel Cruz em Braga

| 2 Comentários | Partilhar
Day 216/365 - Foge Foge Bandido
© Tiago Ribeiro

Foge Foge Bandido é o trabalho mais recente de Manel Cruz, o mítico vocalista dos Ornatos Violeta. O artista anunciou numa entrevista do JN que voltará aos palcos bracarenses nos próximos dias 19 e 20 de Março, «num espaço muito pequenino», mas muito cosmopolita e amigo da cultura: o Espaço Pedro Remy.

Braga Conquista Troféu Europeu

| 28 Comentários | Partilhar
Paris Skyline Eiffel Tower
© TaylorMiles

Próxima Paragem: Paris. O Sporting de Braga acaba de se apurar para os oitavos de final da Taça UEFA, após eliminar o Standard de Liège por uma vantagem de três golos (3-0 no jogo de Braga e 1-1- em Liège).

Apesar da indiferença da comunicação social e do desprezo de uma parte da sociedade bracarense e minhota, o Sporting de Braga continua a levar bem longe o nome da cidade, da região e do país numa prova em que até o colosso AC Milão já ficou pelo caminho.

Com a vitória sobre o Standard de Liège, o Sporting de Braga conquista a Taça Intertoto, juntando-se a Benfica, Porto e Sporting no grupo restrito de clubes portugueses que venceram uma prova europeia. O troféu será entregue pela UEFA num dos próximos jogos do Sporting de Braga e juntar-se-á à Taça de Portugal de 1966 e à Taça da Federação Portuguesa de Futebol de 1975 na sala de troféus do clube minhoto.

A conferir: «Das 11 equipas que esta época chegaram à Taça UEFA através da Taça Intertoto, quatro ainda estão em prova: Braga, Aston Villa FC, RC Deportivo La Coruña e VfB Stuttgart. Tradicionalmente, a UEFA distingue com uma placa o clube originário da Taça Intertoto que consegue chegar mais longe na Taça UEFA.» [UEFA, Site Oficial].

A ouvir:

Braga vs Liège: Não Há Almoços Grátis

| 2 Comentários | Partilhar
Liège Gare Guillemins at night 2
© TGV station Liège Guillemins, Petter H

Depois de Atenas, Györ, Swansea, West Bromwich, Arnhem, Gelsenkirchen, Tiblisi, Liepajas, Moscovo, Edimburgo, Belgrado, Verona, Sevilha, Alkmaar, Parma, Londres, Estocolmo, Bolton, Tessalónica, Bremen, Sivas, Mostar, Bratislava, Milão e Heerenveen, o Sporting de Braga procura fazer história em Liège. Apesar da vantagem conquistada no jogo da primeira mão, a eliminatória está longe de estar ganha. A equipa será acompanhada por 700 adeptos bracarenses à conquista da Europa.

Liége é uma cidade com cerca de duzentos mil habitantes (a área metropolitana tem setecentos mil), localizada nas margens do Rio Meuse, na Bélgica. É o principal centro económico e cultural da Valónia e, tal como Braga, lidera o terceiro maior centro populacional do país (Bruxelas e Antuérpia são o primeiro e segundo, respectivamente). A estação do TGV (na foto) do arquitecto Santiaga Calatrava, o mesmo que projectou a Gare do Oriente, é um dos atractivos mais recentes da cidade.

RoboParty 2009

| 1 Comentário | Partilhar
«Mais de cem equipas, oriundas de escolas de todo o país, participam, a partir desta sexta-feira, na RoboParty 2009, em Guimarães. É uma espécie de lan party, mas com robôs, em que, durante três dias, centenas de crianças e jovens vão aprender a construir um robô móvel autónomo a partir de um kit, explica Fernando Ribeiro, professor do Departamento de Engenharia Industrial da Universidade do Minho.» [Jornal de Notícias]

Braga por um Cartoon

| 0 Comentários | Partilhar
Cartoon do Jornal Público sobre o Caso Coubert
© Público

Acontece no Minho [20]

| 6 Comentários | Partilhar
Susana Félix

Braga vs Guimarães: Rivalidade ou Cooperação (debate)
[26 de Fevereiro, 21h30m. Café Vianna, Braga]
Dirigindo-se ao público universitário, o Centro Académico de Braga organiza mais uma conversa ao café, juntando personalidades das duas cidades num diálogo interessante sobre o futuro das duas grandes cidades do Minho.

Galandum Galandaina (música)
[27 de Fevereiro, 22h. Velha a Branca, Braga]
Em 1996 nasce o grupo de música tradicional mirandesa Galandum Galundaina, com o objectivo de recolher, investigar e divulgar o património musical, as danças e a língua das terras de Miranda. O grupo faz a ligação entre a antiga geração de músicos e a geração mais jovem, assegurando a continuidade da rica tradição cultural desta região, que durante anos correu o risco de se perder.

Susana Félix (música)
[27 de Fevereiro, 21h30m. Theatro Circo, Braga]
Oito anos depois da sua estreia com “Um Pouco Mais”, Susana Félix revisita os temas emblemáticos da sua carreira, em novas versões. Em palco, além dela, outros músicos de eleição: Alexandre Frazão, Massimo Cavalli, Nuno Rafael e Renato Jr.

Mu (música)
[27 de Fevereiro, 23h. Casa das Artes, Arcos de Valdevez]
A música dos portuenses Mu serve para dançar, serve agora ao segundo álbum (este «Casa Nostra» em que tem como colaboradores Helena Madeira, do Projecto Iara, o grupo de percussões Semente e Quico Serrano como produtor) como já servia ao primeiro, mas serve também para ensinar a ouvir - a ouvir a sua música e a de muitos outros. Este espectáculo insere-se na 7ª Mostra de Música Moderna "Sons de Vez".

Rui Horta e Micro Audio Waves (música)
[28 de Fevereiro, 22h. Centro Cultural Vila Flor, Guimarães]
Rui Horta e os Micro Audio Waves lançaram-se na aventura de criar um espectáculo conjunto. “Zoetrope” é um híbrido entre a música, o movimento e a multimédia, um “todo terreno” performático que investe a sala e negoceia com o público numa lógica não convencional.

Comunidade de Leitores: A Ressurreição da Água (literatura)
[3 de Março, 21h30m. Theatro Circo, Braga]
A Comunidade de Leitores do Theatro Circo reflectirá na próxima edição sobre «A Ressurreição da Água», uma obra de Maria Antonieta Preto. Um evento a não perder.

Do Anti-Barrosismo

| 3 Comentários | Partilhar
Anyone But Barroso

José Manuel Barroso vive dias de contestação, desde que um conjunto de bloggers europeus lançou uma petição intitulada «Anyone But Barroso», que pretende a substituição do Presidente da Comissão Europeia já em 2009.

Braga mais Guimarães

| 12 Comentários | Partilhar
Se contabilizarmos os séculos em que nos mantivemos de costas voltadas, Braga e Guimarães distam bem mais que os geográficos dezasseis quilómetros. O que ainda nos separa é um desperdício verdadeiramente inacreditável já que, havendo vontade(s) comum(uns), a tarefa de construir um Minho mais justo e coeso, mais forte e competitivo seria bem menos morosa e penosa do que tem sido.

Na semana do único grande derby regional do país, Braga e Guimarães sentam-se no mesmo divã para reflectir sobre os traumas do passado, as ligações do presente e os projectos para o futuro. Amanhã, pelas 21h30m, no Café Vianna, o Centro Académico de Braga organiza um debate sobre os encontros e desencontros entre Braga e Guimarães.

Dois Ponto Zero [22]

| 1 Comentário | Partilhar
A ler: Corrupção, Fortunas Inexplicáveis e Tempos de Crise, por José Pacheco Pereira; As conas de Braga, por Catarina C; A ignorância é muito atrevida, sobretudo quando está fardada, por Tomás Vasquez; O Caso Mesquita Machado, por Saldanha Sanches; Ainda Courbet, por Eduardo Pitta.

A ver: Polícia de Segurança Púbica, no Café Toural.

A celebrar: Guimarães tem o maior cineclube do país, no Ípsilon.

A sonhar: «Sinto que é possível ganhar a UEFA», por Rentería.

Da Censura ou o Advento das Mães de Braga

| 14 Comentários | Partilhar
courbet, crayons et d’autres choses drôles

© Pedro Vieira

Foram precisas mais de vinte e quatro horas e muita polémica para a PSP de Braga anular o auto e deliberar que, afinal, a pintura do francês Gustave Courbet (1819-1877) não é pornografia. Contudo, esta decisão está longe de ser o epílogo do caso,
tal foi o desnorte da PSP de Braga ao longo dos últimos dias, desde a apreensão que considero ilegal até às desculpas inimagináveis que foram sendo apresentadas ao longo do dia.

Adenda 1: O subintendente Henriques Almeida diz que «o livro não era apropriado para ser exposto numa feira de livros que estava a ser frequentada por crianças». Para lá do evidente moralismo, esta afirmação abre mais um precedente gravíssimo. Nem quero imaginar o que sucederia se estivesse nas mãos da PSP decidir o que deve e o que não deve ser exposto numa Feira do Livro...

Adenda 2: No site do Ministério da Administração Interna pode ler-se uma acertada tomada de posição, ao considerar a acção da PSP de Braga como «desprovida de fundamento e, se valesse como precedente , não daria descanso às forças de segurança: doravante passariam a ter de tomar partido em choques de opinião sobre questões de gosto, moral e opinião, quanto às quais lhes cabe tão só velar pelo pluralismo social e pela defesa das liberdades.»

Em Defesa da Moral e dos Bons Costumes [2]

| 7 Comentários | Partilhar
«É que em Braga, por esse tempo, - todos o sabem! - não havia um canto que não cheirasse a sacristia, a cacete miguelista, a ódio de cónego, de padre, de frade, de jesuíta, de casaca ou sem ele, em todo o caso formando um conjunto de miseráveis, muito devotos e tementes a Deus, mas da pior espécie, todos pensando no ventre... como bons próximos parentes dos porcos de Epicuro.»
[A. Ménici Malheiro, Braga Contemporânea]

Imaginemos que amanhã decido ir à Bertrand e, deparando-me com a tal capa pornográfica para as mentes retorcidas de alguns, alego que desato a bater em tudo e em todos se a mesma não for apreendida. Terá a PSP legitimidade para a apreender a obra? Pelos vistos, tem.

A justificação encontrada pela PSP de Braga para a medida censória de ontem não faz qualquer sentido, constituindo-se como um precedente muito perigoso para a nossa democracia. A ideia de censura preventiva não é feliz, abrindo portas a todo o tipo de condicionamento da liberdade de expressão, em nome da moral púdica e atávica de um punhado de gente que ainda não chegou ao século XXI.

A ler: Partidos e APEL criticam apreensão da PSP de Braga, Público; BE Condena Deriva Censória, Braga Bloco.

A Homofobia Não Tem Limites?

| 7 Comentários | Partilhar
Há pouco mais de dois anos, Jacobo Piñeiro espetou por 57 vezes uma faca no corpo de dois homossexuais. Não satisfeito, ateou fogo à habitação em que se encontravam. O caso arrepia não só pelos evidentes contornos de cruel homofobia, mas também pelos requintes de malvadez do acto. Apesar disso, um grupo de jurados (civis chamados a proferir uma decisão judicial) decidiu inocentar o assassino, alegando que agiu em legítima defesa por ter medo de ser violado pelo infortunado casal.

«Deixais livre um assassino confesso», grita, em desespero, a mãe de uma das vítimas. Imagine, só por um instante, que isto acontecia ao seu filho... Mesmo admitindo a versão do assassino como verdadeira, o que está longe de estar demonstrado, será que o medo de ser violado justifica um assassínio cruel? A decisão seria a mesma se as vítimas fossem um casal heterossexual? E como aconteceria se o júri fosse constituídos por juízes profissionais?

Da homofobia do assassínio à crueldade discriminatória da decisão do jurado, os trágicos acontecimentos de Vigo são um retrato bem fidedigno da sociedade em que vivemos, expondo os efeitos nefastos das campanhas de intoxicação da opinião pública que têm sido levadas à prática pelos grupos religiosos e conservadores. A sociedade não é insensível à homofobia que se pressente nos discursos falsamente misericordiosos de quem está num posição de privilegiado ascendente sobre os grupos menos instruídos da população.

Tal como aconteceu com os pretos, os grupos religiosos e conservadores tardam em assumir a riqueza da diversidade humana, acotovelando-se na censura às leis anti-discriminatórias e esquecendo-se de condenar com verdadeira veemência a homofobia assassina e as condenações da homossexualidade do apedrejamento à morte, infelizmente tão comuns nos nossos dias.

A ler: Indignación por el fallo que absuelve de asesinato al joven Jacobo Piñeiro, Galicia Hoxe; Los dos jóvenes asesinados en la calle Oporto recibieron 60 puñaladas, Faro de Vigo; ¿57 puñaladas en defensa propia?, El Pais; Un jurado popular absuelve al autor del crimen de una pareja homosexual, El Mundo; Un jurado homófobo, La Sexta; Absuelven a un hombre que confesó haber apuñalado a sus dos víctimas, Antena 3; El crimen de Vigo pone en duda el jurado popular, Xornal de Galícia; «Dejáis libre a un asesino confeso», gritó la madre de Isaac, La Voz de Galícia.

Os Detectores de Metal e os Sítios Arqueológicos [3]

| 0 Comentários | Partilhar
«A Polícia Judiciária constituiu como arguido um ex-emigrante nos Estados Unidos, de 58 anos, natural e residente na aldeia de Lebução, em Valpaços, por presumível actividade continuada, ilegal, de escavação, junto ao castro da aldeia de Cimo de Vila da Castanheira, em Chaves. O caso já remonta a 2008 e foi com base nas notícias dessa prática ilegal que os serviços da autarquia apresentaram queixa, junto do Ministério Público.
Ontem, depois de uma investigação por parte da PJ, o ex-emigrante, que supostamente recolhia e guardava vários tipos de achados arqueológicos, das épocas romana e medieval, foi surpreendido pelas autoridades na sua residência e a PJ apreendeu um total de 113 artefactos e fragmentos, de entre os quais moedas e objectos metálicos, em barro e em granito, bem como de dois detectores de metais que terão sido utilizados nessa actividade.» [DN, 17/02/2009]

Posto que já anteriormente tinha abordado esta temática no Avenida Central, achei apropriado dar aqui especial destaque à notícia acima transcrita. Notícias como esta são raras, embora esta prática criminosa seja recorrente, e as suas consequências sejam sentidas pelos arqueólogos no seu dia-a-dia profissional.

Não existe uma investigação judicial contínua de combate a estas e outras situações de ameaça ao nosso Património, o que faz com que apenas se actue verdadeiramente quando há uma denúncia. O princípio da denúncia nunca foi bem aceite em Portugal, país de brandos costumes e de “boa gente”. Daí que quem denuncia seja, por vezes, “castigado”.

[um texto de Gonçalo Cruz]

Em Defesa da Moral e dos Bons Costumes

| 5 Comentários | Partilhar
«Contactada pelo Diário do Minho, a PSP de Braga confirmou a apreensão das obras, na sequência de uma denúncia de uma pessoa que visitou a Feira do Livro em Saldo. «Perante a denúncia, a PSP deslocou-se ao local e aprendeu os livros e entregou-os ao Ministério Público, para avaliar se é pornografia ou não», disse fonte das Relações Públicas da PSP[Diário do Minho]

Isto significa que se um cidadão ficar sensibilizado com uma imagem publicada a capa da Maxmen ou da FHM, a PSP leva ao Ministério Público para dizer se é pornografia ou não? E se alguém ficar sensibilizado com uma passagem discriminatória da Bíblia também pode pedir à PSP para a levar ao Ministério Público dizer se há conformidade com a Constituição?

A ler: Como hoje é terça-feira de Carnaval, por Ademar Santos; Dedicado à PSP de Braga, por Nuno Ramos Almeida; A Origem da Ignorância, por JN; Livreiro apresenta queixa contra PSP por apreender livros com capa “pornográfica”, Público.

À Atenção da PSP de Braga

| 7 Comentários | Partilhar
Eu não queria criar alarme nas hostes policiais de Braga, mas depois das últimas notícias lembrei-me que a FNAC e a Centésima Página, esses malandros, têm em exposição vários livros pornográficos como The Big Penis Book ou The Big Breast Book, isto para não falar da última edição do Código do Trabalho. Uma coisa destas não se pode tolerar... Antes de tudo, é preciso proteger as nossas crianças desse mundo tão perigoso chamado corpo humano.

Braga É, Mais Coisa Menos Coisa, Isto... [2]

| 6 Comentários | Partilhar
Musée D'Orsay - Courbet
© lapinot

«A PSP de Braga apreendeu hoje numa feira de livros de saldo alguns exemplares de um livro sobre pintura. A polícia considerou que o quadro do pintor Gustave Courbet, reproduzido nas capas dos exemplares, era pornográfico, adiantou uma fonte da empresa livreira.
António Lopes disse que os três agentes policiais elaboraram um auto no qual afirmam terem apreendido os livros por terem imagens pornográficas expostas publicamente.
O quadro do pintor oitocentista - tido como fundador do realismo em pintura - expõe as coxas e o sexo de uma mulher, sendo, por isso, a sua obra mais conhecida. Pintado em 1866, está exposto no Museu D'Orsay em Paris.
» [Público, JN]

Poderá gostar-se muito ou gostar-se pouco, poderá achar-se uma obra prima ou simplesmente detestar-se... Contudo, dificilmente se poderá considerar como pornográfica esta representação realista da anatomia genital feminina. Ainda assim, a «Origem do Mundo» de Gustave Courbet conseguiu despertar o zelo de alguns agentes da PSP de Braga que, segundo as últimas notícias, apreenderam os livros em cuja capa constava tão realista ilustração, alegando tratar-se de pornografia.

A notícia assim contada assume traços de comédia, mas a tragédia é bem real e constitui-se como mais um infeliz atropelo à liberdade de expressão e uma intolerável censura sobre a expressão artística. É mais uma crónica que espelha a forma como a defesa da moral e dos bons costumes se está a tornar-se ridiculamente intolerável nesta cidade tão idolátrica.

Dois Pesos e Duas Medidas [2]

| 0 Comentários | Partilhar
Depois do ziguezaguear no processo de construção do túnel da Avenida da Liberdade em Braga, as posições do IGESPAR na questão do Convento da Ordem Dominicana, em Coimbra, voltam a gerar grande polémica no seio da comunidade universitária.

O IGESPAR, cujo site ainda espera melhores dias, é o instituto público responsável pela gestão do património arquitectónico e arqueológico no nosso país. Contudo, as posturas díspares em casos aparentemente semelhantes e a ideia de uma certa negligência que transparece de algumas das suas decisões têm inquinado a imagem do instituto e minado a confiança que todos devíamos ter numa instituição com atribuições socialmente tão relevantes.

A ler: Dois Pesos e Duas Medidas [1]; A Gestão do Património Arqueológico Urbano; ASPA volta a denunciar abandono das Sete Fontes.

A Desertificação do Centro de Braga [3]

| 5 Comentários | Partilhar
Ruas calmas e bem cuidadas - Braga
© sula

Na semana que agora termina, o Jornal de Notícias deu conta do descontentamento de alguns moradores do centro da cidade de Braga relativamente às dificuldades de estacionamento que têm invariavelmente resultado em multas pecuniárias aplicadas pela Polícia Municipal.

Esta situação afigura-se como um entrave adicional ao urgente repovoamento do centro da cidade e resulta das políticas de urbanismo que têm vindo a ser seguidas ao longo das últimas décadas. A organização da cidade em função do uso do transporte rodoviário particular, a ineficiência da rede de transportes públicos urbanos, a inexistência de ligações ferroviárias regulares para as principais cidades da região (à excepção do Porto e Famalicão), a privatização (quase) completa dos parques de estacionamento do centro e a gestão negligente do parque habitacional do casco medieval são algumas das causas que mais têm contribuído para esse despovoamento e sobre as quais importa reflectir e actuar nos próximos tempos.

A ler: A Desertificação do Centro de Braga [1]; A Desertificação do Centro de Braga [2]; Braga por uma Rua; Braga a Cair.

Yazalde Matador, Braga Encantador

| 11 Comentários | Partilhar
«El Fútbol en Portugal tiene este año un sinónimo para buen fútbol y ese se llama: Sporting Clube de Braga. [...] Pero yendo al grano, la victoria del Braga ha sido algo magistral, una verdadera lección de circulación de balón de este “Barcelona Portugués”. Este Braga es fenomenal.» [João Vaz]

1. É isto mesmo: o futebol do Braga encanta. Um texto em versão integral no blogue espanhol GolTV.

2. Os cachecóis alusivos à partida entre Braga e Standard de Liége esgotaram ao intervalo do jogo. No entanto, os interessados em recordar esta partida memorável poderão encomendar o seu exemplar através do e-mail mail@scbraga.pt.

3. O Braga continua a afirmar-se como o clube do Minho. Depois de Ponte da Barca, é a vez de Arcos de Valdevez se alistar na legião de Guerreiros do Minho.

4. Yazalde, o ponta de lança que o Sporting de Braga emprestou ao Rio Ave, já garantiu seis pontos ao clube vilacondense. É pena que o jogador, com outros clubes interessados, tenha seguido para Vila do Conde depois da desconsideração que fizeram ao Braga a propósito do adiamento do jogo da Taça da Liga.

5. Depois da vitória desta noite do Sporting sobre o Benfica, o Porto é mais líder. Parece que Boloni só se enganou quanto ao jogo de Braga.

Adenda - O Sporting de Braga ganhou. Nacional, Marítimo e Vitória de Guimarães, adversários mais directos na luta pela Europa, perderam. Só falta jogar o Leixões.

Respeito

| 3 Comentários | Partilhar

Avenida Quiz

| 9 Comentários | Partilhar


Em que lugares foi gravado este vídeo?

O Absurdo (Quase) Dispensa Comentários

| 12 Comentários | Partilhar
Pierre Brueghel (1525-1569)
© Pierre Brueghel (1525-1569)

Sem qualquer fundamento credível e à revelia dos consensos médicos e científicos, os bispos dizem que o prolongamento da homossexualidade «pela idade jovem e adulta denota a existência de problemas de identidade pessoal». Ao escolher o caminho da segregação teimosa e ignorante, a Igreja Católica continua a afundar-se no pântano do preconceito.

A Falácia ao Dependuro

| 0 Comentários | Partilhar
«Ao coalharem o país de ventoinhas (em vez de terem planeado a coisa de modo progressivo e sustentável), para suprirem a capacidade de geração da centrais hidroeléctricas, precisamente durante o dia e sobretudo nas horas de ponta, esqueceram-se de avaliar correctamente a variabilidade e oscilação dos ventos, pelo que, depois de terem investido milhares de milhões de euros nas ditas ventoinhas (oriundos nomeadamente dos mercados financeiros especulativos), descobriram que o débito das mesmas é criticamente imprevisível e não chega para as encomendas! Ou seja, a peneira desenhada para colher as pepitas douradas dos picos de consumo energético, não consegue cumprir os objectivos anunciados — nomeadamente aos accionistas e especuladores que investiram nos cartéis energéticos de todo o mundo, nomeadamente em Portugal.
[...]
Daqui a necessidade de um plano urgente de novas barragens, com grupos reversíveis — i.e que permitem forçar a água que move as turbinas regressar de novo às albufeiras —, situadas nos afluentes dos grandes rios portugueses, e cujo principal objectivo é suprir a grande e escandalosa falha do programa eólico nacional.» [n'O António Maria]

Capítulo 30: o poder ao povo

| 1 Comentário | Partilhar
Discutia-se há uns dias no sinecura, e na ressaca da vitória chavista no referendo, o que é, afinal, a democracia e a democracidade do regime de Chávez. No que diz respeito ao conceito, a discussão partiu do ponto "a democracia é, ou não, verificável pelo facto de existir voto". Esta é, aliás, a definição mais comum de democracia e vai, mais ou menos, de encontro à origem etimológica da palavra (do grego, demos: povo; cracia: poder); não confudir poder ao povo com o poder populista.

Porém, como o Pedro Romano defendia n'o número primo, democracia é apenas uma palavra e as palavras são o que quisermos fazer delas. Esta afirmação, aparentemente demasiado simplista, chama-nos a atenção para o perigo da comparação entre democracias e da avaliação da qualidade democrática de um qualquer país.

Grande parte dos países do mundo consideram-se países democráticos; aliás, o Ocidente a isso os obriga. E são, de facto, se a nossa definição de democracia for a existência de eleições. A questão é que se problematizarmos sobre as condições em que decorrem as eleições - e falo da simples existência de oposição, da liberdade de expressão, da garantia de que decorrem sem fraudes, etc. -, encontraremos muitas violações democráticas que não admitiríamos a uma democracia ocidental.

Daqui, e aos nossos olhos, as democracias sul-americanas, africanas ou asiáticas não são mais que democracias exóticas e, provavelmente, até o melhor que eles conseguem fazer ao representar o papel que esperamos deles. A verdade é que a democracia não é perfeita e, como diz o PR, por vezes caminham para a ditadura pelo seu próprio pé.

Braga 2009: PS na Frente

| 4 Comentários | Partilhar
Sondagens Autárquicas 2009 (Braga)

Ao longo dos próximos meses, o blogue Avenida Central fará o acompanhamento da evolução das sondagens que forem publicadas a propósito das eleições autárquicas no Minho.

Em ambos os estudos de opinião conhecidos, verifica-se que o Bloco de Esquerda supera a CDU por margem mínima, o que seria inédito no concelho de Braga. No comparativo entre as previsões de resultados para o PS e a Coligação Juntos por Braga, a sondagem do IPOM mostra uma inversão da tendência de voto relativamente às últimas eleições, com vantagem para a coligação liderada por Ricardo Rio, enquanto o estudo da Eurosondagem coloca o PS de Mesquita Machado no topo das intenções de voto dos bracarenses.

A conferir: Resultados Eleitorais 2005.

Nota Informativa: dado que o Diário do Minho não publicou as projecções de voto (sem indecisos) da sondagem realizada pelo IPOM em Outubro de 2008, optámos por comparar as intenções directas de voto dos diferentes estudos de opinião.

Acontece no Minho [19]

| 2 Comentários | Partilhar

Pai Velho, Lindoso. © Ricardo Machado

Trio Dissidentes de Pedro Madaleno (jazz)
[20 de Fevereiro, 22h. Espaço Pedro Remy, Braga]
O espaço cultural Pedro Remy apresenta o trio "Dissidentes" de Pedro Madaleno, um dos mais importantes guitarristas nacionais de jazz. O grupo conta ainda com Miguel Amado no baixo eléctrico e Alexandre Frazão na bateria.

Lugar Nenhum (musical)
[19 e 20 de Fevereiro, 21h30m. Theatro Circo, Braga]
Com direcção musical de Paulo Matos e encenação de Manuela Ferreira, o Conservatório de Música Calouste Gulbenkian traz à cena o musical "Lugar Nenhum", especátulo construído em torno dos maiores êxitos dos Beatles.

Segundo Plano (dança)
[21 de Fevereiro, 22h. Centro Cultural Vila Flor, Guimarães]
Com direcção e coreografia de Né Barros, «Segundo Plano» coloca-nos sobretudo questões de hierarquia na percepção e de construção de sentido do observado. Da confluência e concorrência de planos construímos as nossas histórias e a nossa realidade.

Pai Velho (tradições populares)
[22 a 24 de Fevereiro. Lindoso, Ponte da Barca]
As terras altas de Lindoso, no concelho de Ponte da Barca, acolhem mais uma vez as tradicionais comemorações do Entrudo - o “Pai Velho”, do Domingo Gordo à terça–feira de Carnaval. Neste magnífico cenário das terras altas tem lugar o cortejo carnavalesco, todo ele engalanado que transporta o “Pai Velho”, percorrendo os lugares da freguesia para que o povo se junte à festa e celebre os dias de Carnaval.

A Conta Que Jesus Fez

| 12 Comentários | Partilhar
Mais uma exibição soberba com um golo (de Rentería) que é um hino ao futebol. Esta equipa não pára de espalhar futebol perfumado pelos relvados de Portugal e da Europa, confirmando a excelente valia do seu plantel. Com os três golos de hoje, o lugar nos oitavos de final está praticamente assegurado e Wolfburgo ou Paris Saint German são os adversários que se seguem. Viva o Braga!

Os vídeos dos golos: Rentería, 17'. André Leone, 26'. Luís Aguiar, 83'. Festejos do 3º golo.

The Douro Train

| 4 Comentários | Partilhar


Mais um excelente trabalho de Pedro Guimarães.

A Igreja É, Mais Coisa Menos Coisa, Isto

| 24 Comentários | Partilhar
«A homossexualidade não é normal, temos que dizê-lo [...] Não é normal no sentido de que a Bíblia diz que quando Deus criou o ser humano, criou o homem e a mulher. É o texto literal da Bíblia, portanto esse é o princípio sempre professado pela igreja[Cardeal José Saraiva Martins]

A Igreja Católica mantém-se fiel a ideias perfeitamente desmentidas por todas as evidências que a sociedade e, em particular, a ciência nos vão demonstrando. Apesar disso, os católicos moderados tentam apagar ou desvalorizar estes momentos infelizes, alegando que «esta gente não fala pela instituição». Mas fala. Ser católico é, precisamente, professar crença na «Igreja Una, Santa, Católica, Apostólica e Romana», nesta gente que apela à discriminação dos homossexuais pela propaganda à sua «anormalidade».

Mais Rigor, s.f.f. [2]

| 2 Comentários | Partilhar
Quando começaram a cair uns flocos de neve em algumas terriolas de Portugal, houve um conjunto de bloggers que se apressou a bramar contra os académicos alternativos que denunciam o aquecimento global. Se o aquecimento é um mito, como explicar a notícia de que a costa da Antártida recuou 500 quilómetros nas últimas três semanas?

Falta de Pluralismo Clubístico na RTP

| 1 Comentário | Partilhar
World Cup TV in a Berlin Café
© city vhs wm

No seu relatório anual, Paquete de Oliveira, Provedor do Telespectador da RTP, considera que «a falta de 'pluralismo clubístico' é muitas vezes nomeada e acusada pelos telespectadores, queixas que têm fundamento e são verificáveis, existindo um predomínio dado a esses três clubes, quer nos programas desportivos, quer nas notícias».

A constatação de Paquete de Oliveira não nos surpreende. O assunto tem sido extensivamente denunciado no Avenida Central e algumas das queixas que chegaram à RTP são da nossa autoria. O que se estranha é a completa ineficácia das recomendações do provedor e, sobretudo, a impunidade com que os dirigentes da RTP continuam a violar o princípio do pluralismo previsto no Lei.

Além do mais, as críticas de Paquete de Oliveira são extensíveis à Antena 1, rádio sempre empenhada em acompanhar as idas à casa de banho dos jogadores do três clubes chamados grandes, enquanto despreza, como ontem desprezou, a transmissão de um jogo dos quartos de final da Taça de Portugal.

A ler: As Contas do Futebol; Serviço Público de Televisão; As Dúvidas da RTP; As Dúvidas da RTP [2]; Coisas que o Provedor Devia Saber; À Atenção da RTP; RTP com Desporto para Todos; RTP com Desporto para Todos [2]; RTP com Desporto para Todos [3]; Serviço Público de Televisão; Braga e as Televisões Pseudo-Nacionais; RTP e a Ditadura do Popular; Braga e o Serviço Público de Televisão.

Da Orientação Sexual

| 1 Comentário | Partilhar
«Parece que os homossexuais, por terem uma identidade homossexual, obtida certamente pelo reconhecimento dessa identidade por outros homossexuais e por meia dúzia de académicos alternativos, adquirem direitos que as pessoas que não se organizam em grupos não têm[João Miranda]

Hoje sabe-se que, dito de forma simples, o hardware e o software cerebrais interrelacionam-se de forma dinâmica e que, ao contrário dos nossos computadores, a utilização do software cerebral pode condicionar alterações na constituição do hardware, alterações que não excedem as potencialidades constantes do genoma de cada indivíduo.

Apesar disto, João Miranda continua a não compreender porque é que a orientação sexual é uma característica constitutiva dos indivíduos tal como a cor de pele, o sexo, a configuração das artérias coronárias ou a altura. Esta dificuldade em aceitar que «as coisas do cérebro» são da mesma espécie que as «coisas do corpo» é uma herança do platonismo que durante séculos a fio sustentou a visão ocidental da vida e do mundo e que justifica, por exemplo, o preconceito com que a sociedade continua a olhar para as doenças mentais.

Do mesmo modo, a teoria de que a orientação sexual é um devaneio de «académicos alternativos» parece um tanto paranóide, tamanha a irrealidade da presunção. É inegável que, em termos médicos e científicos, poucas posições serão mais marginais e alternativas do que colocar a homossexualidade no mesmo saco do incesto.

A ler: O que os faz correr?, por Daniel Oliveira; Notas sobre o debate desta noite, por Vasco M. Barreto; P&C: eu e os meus botões (2), por Ana Matos Pires.

Boa Publicidade Para... Shoichi Nakagawa

| 0 Comentários | Partilhar

© NSW Health pela agência GPY&R

Já há alguns dias tinha visto esta campanha da Australian NSW Health a alertar para os problemas que uma embriaguez pode provocar, desde fazer figuras num momento de engate até situações mais violentas, como esta imagem demonstra. Bem mais real é a demissão do Ministro das Finanças do Japão, Shoichi Nakagawa, um excelente exemplo daquilo que o consumo excessivo de bebidas alcoólicas pode causar.

Que o Salvador Esteja Convosco

| 2 Comentários | Partilhar
«'Jesus': És Grande! Era uma vez um clube enorme a quem deram o nome de Sporting Clube de Braga. Viveu momentos gloriosos desde o cantado 'ano 21'. Depois de felizes épocas com timoneiros chamados Castro Santos, Cajuda ou Jesualdo, cresceu e multiplicou-se ainda mais. Nasceu uma nova era no emblema bracarense. Os 'Gverreiros', que até têm um 'césar', estão a preocupar aqueles que lutam, com armas desleais, para abater a 'legião'. Mesmo assim, eles mantêm-se firmes. Talvez porque há um João, um Moisés, dois Paulos, um Matheus. Não há milagres no mundo da bola. Porém, a cidade dos arcebispos acolheu um homem chamado 'Jesus'. Não é perfeito, mas quase. Tem sotaque lisboeta, mas pelo jeito mais parece um senhor de Braga. Inovou na forma de trabalhar e, não tarda, para mal dos SCB, este 'mister' vai treinar um clube de maior dimensão. Preferia que não. Por mim, pode ficar por muitos e longos anos. É sinal que o Sp. Braga vai continuar a chegar à Luz, Dragão, Alvalade ou ao mítico San Siro e dar um 'cheiro de bola'.» [Ricardo Vasconcelos, Correio do Minho]

Esta sim é uma declaração de amor bíblico verdadeiramente merecedora de um jantar duplo nos Hotéis do Bom Jesus, com vista para o terreiro de Moisés de um lado e para o terreiro dos Evangelistas do outro...

Só espero que esta idolatria a Jorge Jesus não acabe da pior forma. Apesar das excelentes exibições da equipa e dos roubos de sacristia que têm assolado a verdade desportiva nos jogos do Braga, o homem ainda não fez nada que outros não tivessem feito antes dele.

Rivalidade Saudável

| 2 Comentários | Partilhar
O Vimaranes, blogue maior dos vitorianos, faz três anos.

Autárquicas 2009: Braga a Aquecer [3]

| 9 Comentários | Partilhar
No dia em que o Correio da Manhã volta a falar das contas dos membros do executivo de Mesquita Machado, o PSD Braga pede à Procuradoria Geral da República para explicar o arquivamento das investigações aos negócios do edil bracarense.

A ler: No Correio da Manhã, Braga 2009; Notícia Correio da Manhã, Braga Bloco.

Vimaranenses

| 5 Comentários | Partilhar
Sofia Escobar foi considerada a Melhor Actriz de Teatro Musical pelo portal de espectáculos britânico "Whatsonstage" através de uma votação online com 35 mil participações. Sofia Escobar, 28 anos, foi escolhida pela sua interpretação de Maria no musical "West Side Story", de Andrew Loyd Webber. [Ípsilon]

Braga de Regresso à Idade Média

| 17 Comentários | Partilhar


A tortura e a barbárie contra os animais vão regressar à cidade de Braga por ocasião das próximas festas de S. João. O anúncio consta da página de uma empresa de eventos na área tauromáquica e confirma o devaneio eleitoralista dos responsáveis pelo município bracarense.

Segundo conseguimos apurar, as touradas foram abolidas da cidade há vários séculos, por altura da conclusão das obras do edifício da Câmara Municipal de Braga, o que levou a mudar o nome do largo que lhe é fronteiro de «Praça dos Touros» para «Praça do Município».

A decisão de aceitar o regresso do espectáculo da violência contra animais à cidade de Braga é verdadeiramente inaceitável, sobretudo quando se sabe que Defensor Moura, edil de Viana do Castelo, anunciou recentemente a conversão da antiga Praça de Touros num Centro de Ciência Viva.

Hasta La Victoria Siempre

| 6 Comentários | Partilhar
Hugo Chávez venceu o referendo que abre caminho para a sua eternização no poder venezuelano. Apesar de ter escolhido a via pretensamente democrática para implementar a revolução bolivariana, alegre eufemismo, não há qualquer legitimidade nesta ditadura eleitoralmente sufragada. A democracia e os Direitos Humanos são inegociáveis e irreferendáveis.

Tal como escreve João Ferreira Dias, com este referendo «provam-se duas máximas: que o poder é um afrodisíaco e que a maioria nem sempre tem razão».

Fantasporto 2009

| 3 Comentários | Partilhar
Fantasporto 2009

Começa já amanhã mais uma edição do Fantasporto - Festival Internacional de Cinema Fantástico do Porto, que se prolonga com exibições diárias até dia 1 de Março. Apesar de este ano contar com uma redução de 30 000 euros nos apoios pelo Instituto do Cinema e do Audiovisual, Beatriz Pacheco Pereira, directora do festival, garantiu que a qualidade dos filmes continuará garantida, tal como tem acontecido nos anos anteriores. O programa interminável encontra-se disponível online, é só escolher!

Adenda: passar pela infografia desenvolvida pelo Jornal de Notícias, quase melhor que todo o site oficial do Fantasporto de este ano.

Barragens e Desenvolvimento

| 7 Comentários | Partilhar
Barragens e Desenvolvimento :D
© INAG

A construção de Barragens vem sempre anexada da promessa de mais emprego e desenvolvimento. E analisando o mapa das grandes hidroeléctricas no Norte de Portugal, a (in)congruência não podia ser mais descarada...

Associação Comboios XXI em Expansão

| 3 Comentários | Partilhar
Um grupo de cidadãos nortenhos mobilizou-se para sensibilizar o Governo e a CP para a necessidade de fazer o comboio urbano chegar de Braga ao Porto em 40 minutos. Após um ano de intensa actividade e alguns sucessos, a agora denominada Associação de Utentes dos Comboios de Portugal, Comboios XXI continua em expansão. Depois da criação do Núcleo do Minho, o melhoramento da Linha de Guimarães será a próxima aposta destes cidadãos. Junte-se a esta causa.

Capítulo 29: governar para a frente

| 1 Comentário | Partilhar
Obama prometeu, tem tentado, mas tarda em conseguir. Esperava-se dele a revolução e ele apresentou-se revolucionário, com um governo a tentar fazer esquecer os oitocentistas conceitos de esquerda e direita. Pretendia governar para a frente e, desse modo, ultrapassar a grave crise mundial.

Um mês depois, ainda não tem a equipa completamente formada, tendo visto já quatro nomeados abandonar o cargo para que tinham sido indicados. Ainda assim, a maior perda foi a quarta: Judd Gregg, republicano, demitiu-se na véspera da votação do plano de estímulo económico traçado pela Administração Obama.

Gregg abandona o cargo por "diferenças políticas irreconciliáveis", mas leva com ele grande parte da esperança no fim do bipartidarismo como futuro da política norte-americana. Da política, como da economia, esperavam-se mudanças de paradigmas agora que a crise é uma certeza mundial e não parece ter fim à vista. Ainda assim, as recorrentes recusas do Partido Republicano em colaborar com Obama parecem demonstrar que mais que pelo o interesse dos cidadãos, a política é feita por orgulhos ideológicos.

Obama prometeu e ainda parece querer cumprir, mas não falta já quem o critique pelo idealismo e ingenuidade. Num país que dizem ser o mais livre do mundo, esta pequena revolução é já entendida, imagine-se, como uma revolução socialista.

No Futebol, Como na Vida...

| 7 Comentários | Partilhar
...a sorte faz parte do jogo.

Autárquicas 2009: Braga a Aquecer [2]

| 8 Comentários | Partilhar
O Correio da Manhã dedica a capa e uma extensa reportagem à «fortuna de milhões» do Presidente da Câmara de Braga, Mesquita Machado. A este propósito, Eduardo Dâmaso escreve sobre a «democracia formal» e Ademar Santos publica vários documentos (1, 2, 3) sobre os negócios do autarca.

Para a Matiné de Valentim

| 3 Comentários | Partilhar
The Eternal Sunshine of The Spotless Mind Desktop

Não há outro filme que me venha à mente.

Minho: Politicamente Abaixo de Zero [4]

| 1 Comentário | Partilhar
«Falta orçamento para as despesas de um mês de 2009 da Universidade do Minho. Estranha-se que o Governo tenha aumentado em 2% o orçamento para 2009, enquanto outras universidades cresceram 15% e 20%.» [Jornal de Notícias]

A ler: Minho: Politicamente Abaixo de Zero [1]; Minho: Politicamente Abaixo de Zero [2]; Minho: Politicamente Abaixo de Zero [3].

Viana: Onde Democracia É uma Festa

| 0 Comentários | Partilhar
Streets of Viana do Castelo
© jlcarsil

Diz-se por Viana do Castelo que Defensor Moura alimenta, há vários anos, uma guerra com Rui Solheiro, Presidente da Distrital Socialista e da Câmara Municipal de Melgaço. O processo de criação da Comunidade Intermunicipal do Alto Minho, liderado por Solheiro, foi terreno fértil para o autarca vianense desafiar o poder do aparelho socialista distrital. Após intensa contestação, Defensor Moura propôs uma consulta popular e o referendo ratificou as pretensões do edil vianense que aproveitou o discurso da vitória para lançar um duro ataque ao aparelhismo do sistema partidário nacional.

Em consequência dos resultados do referendo, aventa-se que o PS poderá vetar uma candidatura autárquica de Defensor Moura, exilando-o na Assembleia da República. Se o cenário parece complexo, as especulações dos últimos dias estão a tornar a política vianense ainda mais curiosam, sobretudo se vier a confirmar-se uma candidatura de Narciso Miranda à Câmara Municipal de Viana.

Gualtar e Estação Finalmente Ligados

| 7 Comentários | Partilhar
A Nova TUB - Linha 43

A empresa de Transportes Urbanos de Braga (TUB) e a Comboios de Portugal (CP) acordaram finalmente para uma solução que desde há vários anos vinha sendo defendida neste e noutros fóruns de opinião. A partir de Março, o campus de Gualtar da Universidade do Minho e a Estação de Braga vão estar ligados por uma carreira regular da TUB, em mais um importante estímulo ao uso do transporte ferroviário nas ligações entre Braga e o Porto.

Prossegue assim a implementação, bem lenta e mitigada, de algumas das recomendações do tão propalado Estudo de Mobilidade que, desejamos, não caia no mesmo esquecimento que a Democracia tem dedicado a muitos outros estudos pagos pelo erário público.

Dois Ponto Zero [21]

| 1 Comentário | Partilhar
A ler: Darwin, 200 anos: quem tem medo de quem?, por Alfedo Dinis; Ainda Darwin, por Vasco M. Barreto; Parabéns aos Dois, por Ludwig Krippahl.

A aguardar com expectativa: Pedro Rolo Duarte será o editor da revista de fim-de-semana do novo jornal diário do grupo Lena.

A celebrar: Jorge Jesus foi votado como o melhor treinador da Liga.

Era Uma Vez Uma Torre

| 18 Comentários | Partilhar
Era Uma Vez Uma Torre, Braga

A Tradição Ainda É o Que Era...

| 0 Comentários | Partilhar
«A Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) anunciou hoje ter contabilizado nos seus atendimentos no ano passado 18669 crimes, dos quais 90 por cento se referem a casos de violência doméstica. [...] Na violência doméstica, 90 por cento das vítimas foram mulheres e 90 por cento dos agressores homens.» [Público]

A ler: A "vítima-tipo", por Ana Matos Pires.

E Darwin Criou o Mundo

| 3 Comentários | Partilhar
darwin

Faz hoje 200 anos do nascimento de Charles Darwin e 150 da publicação do "On the Origin of species" (A Origem das Espécies), o homem e o livro que mais revolucionaram o entendimento humano sobre o propósito da Vida e da Morte, arrastando a ciência e a filosofia - acorrentados por dois testamentos da carochinha - para 2 centenas de anos de progresso sem precedentes.

Casem-se Com Cristo

| 12 Comentários | Partilhar
«2359. As pessoas homossexuais são chamadas à castidade. Pelas virtudes do autodomínio, educadoras da liberdade interior, e, às vezes, pelo apoio duma amizade desinteressada, pela oração e pela graça sacramental, podem e devem aproximar-se, gradual e resolutamente, da perfeição cristã.» [Catecismo da Igreja Católica]

No ciclo de gerações submetidas ao pregão intimidativo dos abades, os mesmos que fazem do amor mandamento e do casamento instituição digna de guest list, vê-se que, mesmo apontando em insistência, dali pouca coerência há-de vir. Quanto mais não seja porque não se submetem os mesmos no exemplo que devem aos fiéis, no cumprimento das penosas obrigações do matrimónio. Pelo contrário, descartam-se da tarefa na fidelidade aos votos prometidos a Cristo - e não ao PS! - que, se bem me lembro da ultima vez, e ainda que prole de um Deus assexuado de barbas brancas, não deixava de se lhe descortinar uma tringalha ao dependuro.

Não sendo uma tragédia, há solução na lógica do Vaticano, pois aos homossexuais fica reservado o caminho da santidade, onde a castidade é critério major... Tudo bem, só não se estranhe depois o homoerotismo capado na ambiência faceta dos seminários, mosteiros e conventos, na arte sacra de corpo definido e na exuberância dos rituais rendilhados de batinas e pálios da Prada. Afinal de contas, a cultura gay tem muitas formas e feitios, e a questão do casamento é só um ataque de nervos almodovariano da hierarquia católica, uma briga entre bichas.

É Mentira, Senhores Bispos!

| 20 Comentários | Partilhar
Artigo 36.º
(Família, casamento e filiação)

1. Todos têm o direito de constituir família e de contrair casamento em condições de plena igualdade.

2. A lei regula os requisitos e os efeitos do casamento e da sua dissolução, por morte ou divórcio, independentemente da forma de celebração.

3. Os cônjuges têm iguais direitos e deveres quanto à capacidade civil e política e à manutenção e educação dos filhos.

[Constituição da República Portuguesa, 2005]

O porta-voz da Conferência Episcopal Portuguesa afirmou hoje que o casamento entre pessoas do mesmo sexo «viola a Constituição, que fala de um casamento entre homem e mulher». Se os bispos falam da Constituição Portuguesa e se a Constituição não foi alterada à revelia do Parlamento, as declarações de Manuel Morujão são muito infelizes dada a sua falsidade.

Como comprova o artigo supracitado, a Constituição da República Portuguesa não se refere, em parte alguma, ao casamento como uma união entre um homem e uma mulher. Pelo contrário, é taxativa ao afirmar que «todos têm o direito de constituir família e de contrair casamento em condições de plena igualdade».

Se outras evidências não chegassem, o recurso à mentira é sempre uma prova da fraqueza. Deixem-se disso!

Adenda - Eu não quero acreditar que a Igreja Católica vai intrometer-se na campanha eleitoral para as próximas eleições legislativas. Se o fizer, a resposta do eleitorado português será seguramente da mesma amplitude que tiveram em Espanha e o Partido Socialista renovará com maior segurança a maioria absoluta.

Pequenos Abusos Quotidianos

| 9 Comentários | Partilhar
Obras na Avenida da Liberdade
Obras na Avenida da Liberdade

Os senhores empreiteiros tomam conta do espaço público empurrando os peões para o meio do trânsito rodoviário.

A Prepotência Moral de Berlusconi

| 0 Comentários | Partilhar
Silvio Berlusconi quer ser a voz da consciência de todos os cidadãos italianos, numa intolerável prepotência moral capaz de causar náuseas a qualquer amante da liberdade.

Combater a Crise no Minho

| 1 Comentário | Partilhar
«O distrito de Braga deverá contar, brevemente, com três mil desempregados a trabalhar/estagiar em instituições sem fins lucrativos. Cerca de 12 entidades sociais responderam já à iniciativa do Governo. Numa só semana, foram assinados 117 contratos de Emprego/Inserção e 20 estágios profissionais.» [JN]

Últimas da Freeportlândia

| 0 Comentários | Partilhar
Alcochete
© fotos ilca

Round 1: CAA vs Tiago Barbosa Ribeiro
Round 2: Fernanda Câncio vs Mário Crespo
Round 3: João Miranda vs Fernanda Câncio
Round 4: Vasco M. Barreto vs João Miranda

Dois Ponto Zero [20]

| 0 Comentários | Partilhar
A ler: O Puzzle Bloquista, por Paulo Gorjão; Sem Bloco, por Pedro Rolo Duarte; Mais Perplexidades, por Tomás Vasques.

A ver: british jobs for british workers, por Pedro Vieira.

A Bizarra História de Eluana Englaro

| 15 Comentários | Partilhar
Em 1992, Eluana Englaro foi vítima de um terrível acidente de viacção que a atirou para um longo e profundo estado de coma. Após uma penosa batalha jurídica que durou mais de dez anos, os seus pais conseguiram que o Tribunal Constitucional italiano decretasse a suspensão da alimentação artificial que mantém a integridade das suas funções vegetativas.

Após o anúncio da decisão, Sílvio Berlusconi reuniu com o Vaticano e iniciou uma série de manobras políticas que estão a mergulhar a Itália numa perigosa crise constitucional. Para além de ter feito aprovar uma Lei que proíbe o cumprimento da decisão judicial, o governo de Berlusconi iniciou uma perseguição à clínica onde a jovem se encontra internada, lançando suspeitas de ilegalidades administrativas no seio da mesma. Os pais da jovem Eluana continuam a sua longa batalha, denunciando que «Berlusconi enfrentou o Presidente da República para tentar deter a legalidade» e acrescentando que «a Igreja (católica) não tem nada a ver com este assunto» nem lhe deveria impor os seus valores.
Segundo Berlusconi, Eluana Englaro não pode morrer porque, pelo menos fisicamente, ainda está em condições de ter filhos. Eu não quero crer que a opinião pública europeia e, em particular, a italiana corroborem este tipo de afirmações ignóbeis que reduzem toda a existência feminina ao útero potencialmente reprodutor.

Independentemente da posição individual que cada um tiver nestas matérias, convém ter presente, como bem assinala Laura Ferreira dos Santos, que «é tempo de reconhecermos devidamente o pluralismo ético em que estamos envolvidos, em que não há uma única perspectiva do que é, ou pode ser, uma vida (moralmente) boa».
[Soube-se agora que Eluana morreu.]

Braga Congela Alvalade [e Vitor Pereira]

| 31 Comentários | Partilhar
«A prova está aí e ficou ontem à vista de todos: em condições normais, sem influências de factores externos, o Sp. Braga pode bater-se com os grandes.» [O Jogo]

O Braga acaba de vencer o Sporting de Alvalade por 3-2, num jogo em que o resultado acaba por ser lisongeiro para a equipa de Lisboa em função do futebol produzido. À semelhança do que sucedera nos outros jogos com os crónicos candidatos ao título, o Braga soube impor o seu futebol com muita classe. Contudo, desta vez venceu porque os homens do apito se isentaram de dar a mãozinha do costume aos chamados grandes. Como seria se os escolhidos de Vítor Pereira tivessem feito arbitragens decentes?

Quanto ao terceiro golo do Braga, o único lance que pode motivar alguma discussão, fico com a nítida sensação que a bola ultrapassa completamente a linha de golo. Aguardemos por imagens mais esclarecedoras.

Cooperação Radiofónica Transfronteiriça

| 3 Comentários | Partilhar
O Rádio Clube do Minho, de Braga, e a Cadena Ser, de Vigo, emitiram em conjunto vários programas sobre a Conferência Transfronteiriça de Segunda Geração, organizada pelo Eixo Atlântico do Noroeste Peninsular e que decorreu durante a passada semana na cidade de Guimarães.

A iniciativa, simbólica é certo, constitui-se como mais um importante passo no apronfudamento das relações transfronteiriças entre o Norte de Portugal e a Galiza, parceria vital para o desenvolvimento estratégico das duas regiões.

Padre Fontes e Maya de Sobrolho [2]

| 4 Comentários | Partilhar
«PSD critica “manipulação” das sondagens que colocam partido em má posição» [Público]

Alta Tensão em Braga [2]

| 5 Comentários | Partilhar
Alta Tensão em Braga

«Os moradores de Nogueiró que negaram a instalação de postes de alta tensão perto das suas casas tiveram de se resignar a uma solução de recurso. O poste principal foi só afastado, porque ninguém quis pagar obras.» [JN]

Recebemos de um leitor, a imagem da montagem de um dos postes da linha polémica que foi desviado do Hotel em construção para o coração de uma área residencial previamente implantada.

Capítulo 28: congresso de além e aquém-mar

| 3 Comentários | Partilhar
Decorre até amanhã, na Universidade do Minho, o X Congresso Luso-Afro-Brasileiro de Ciências Sociais. Com mais de mil e duzentas comunicações em apenas quatro dias, este evento assume-se como um dos mais importantes marcos do calendário das ciências sociais em língua portuguesa.

Não fosse o facto de a Reitoria da Universidade do Minho ter virado costas à organização, pouco haveria a registar para além dos habituais louvores e elogios à organização e à qualidade das apresentações.

Numa atitude incompreensível, a Reitoria chegou a negar até a simples cedência de instalações. Por esta razão, chegou a ser ponderada a deslocação do evento para a Universidade Técnica de Lisboa, que oferecia à organização as instalações e o equipamento necessário ao congresso.

E se, pelo menos no que concerne ao uso das instalações, a Universidade do Minho reconsiderou, o mesmo não se pode dizer - até ao momento - da taxa de 15% sobre as inscrições e patrocínios.

Apesar de Carlos Silva, coordenador da Comissão Científica do Congresso, rejeitar a ideia de que foram motivações políticas (referindo-se ao facto de ser militante comunista) as que estiveram por trás deste estranho comportamento da Reitoria, parece evidente que as Ciências Sociais continuam a ser parente pobre da Universidade do Minho, quiçá por questões de política interna - já que o Instituto de Ciências Sociais da UM se tem afirmado como um dos núcleos mais fortes de oposição à Reitoria da universidade.

Não deixa de ser irónico, diga-se: os muros que antes separavam a universidade do exterior parecem agora servir para segregar no seu interior.

Ó Malhão, Malhão

| 0 Comentários | Partilhar
Isto de blogar tem um ambiente concorrencial tremendo,uma vez que ganha na posta quem mais cedo se lembra de largar a piada. Ou isso ou inventa outra. O Pedro Vieira já se adiantou a ilustrar o ministro na ideia que me veio logo à cabeça. Mas deturpo e dou a volta ao sentido literal, ignorando a restante epístola de Santos Silva aos camaradas. Até porque não há nada mais fácil que malhar nos políticos - estranhamente quase e desde sempre os mesmos.

Pois é, sr. ministro, no previsível ciclo da política alterna, é assim: malha-se na Oposição para definir os abdominais da retórica, mas no poiso do poder cresce a barriga com a inoperância. Se entrasse então pelo precedente inaugurado pela terminologia, corrido o dicionário popular com os seus sinónimos, posso imaginar na letra f, o que fica reservado aos portugueses.

«É Bom Dormir em Braga»

| 12 Comentários | Partilhar
Acordaram os bracarenses por estes dias com a cidade cravejada de outdoors com uma sorridente menina que garante que «é bom dormir em Braga». A afirmação, parola mas legítima, tem o condão de se prestar aos mais diversos e hilariantes comentários, sem se chegar a grande consenso sobre as virtudes da mesma.

Desde logo, porque parece evidente que há entre nós os que simplesmente não dormem. Seja porque lhes pesa a consciência, seja porque a noite é o melhor cenário para as urdiduras que se sabem.

Outros há, contudo, que vindo para a cama em Braga aqui não vêm para dormir. A este propósito, conta o nosso amigo Honoré de Balzac do vimaranense Café Toural as confidências do tio Francelino: «na cidade dos três pês, damos uma ponteirada de quando em vez». Dada a oferta quotidianamente renovada nas páginas sociais do Correio do Minho, não admira que aqui viessem os de Guimarães e mais os de Vila Verde e Amares, Lanhoso e Vieira e outros tantos que por aí haverá sedentos do que se vende.

Há uns que aqui dormem porque o custo da habitação de outras cidades os impede de aí dormirem. E, se aqui acordam com o nariz encostado ao prédio da frente, ao menos chega-lhes o soldo para comer e pagar a prestação do empréstimo contraído.

Outros há que aqui dormem desde nascença e, como tal, o bom de aqui dormir há-de ser sempre de uma ignorância relativa. Se bem que é sempre bom saber que há quem não conhecendo outras camas se satisfaz com a sua.

Haverá, concerteza, os que aqui vêm passear e vendo a simpática menina que lhes afirma as virtuosidades de aqui dormir, aqui pernoitarão. Ganharão os hotéis a haver e os que já que há. Ganhará o comércio e, acreditamos, a economia da cidade.

Seja o que for, o Município de Braga investiu alguns milhares de euros numa campanha cujos contornos e objectivos permanecem incógnitos. Não está claro se os destinatários da campanha são os bracarenses ou os forasteiros e, pior que tudo, fica no ar a ideia que esta é, afinal, uma cidade dormitório, onde é bom dormir quando ainda se devia estar acordado.

Onde os Pretos Somos Nós

| 2 Comentários | Partilhar
«Se não servirem para mais nada, as manifestações de trabalhadores ingleses contra a contratação de operários estrangeiros, incluindo portugueses, podiam ter, ao menos, o benefício de levar certos cidadãos nacionais – os que organizam manifestações contra os pretos, ucranianos, ciganos e demais imigrantes e os que concordam com eles, mais ou menos silenciosamente - a pensar, uma vez na vida que fosse, e a perceberem que há muitos sítios no mundo onde os pretos somos nós, a suposta e superior “raça portuguesa”.»

Brilhante, no Teatro Anatómico.

A Televisão de Braga

| 2 Comentários | Partilhar


TV Braga é o novo projecto jornalístico e audiovisual da capital do Minho, a emitir desde o início de 2009. Fruto do dinamismo de três jovens jornalistas da cidade, a TV Braga promete «fazer bom jornalismo e desenvolver a Comunicação Social do Minho, dotando-a de um meio inovador». A equipa é composta por três pessoas. Manuel Costa e Iolanda Brochado, licenciados em Comunicação Social pela Universidade do Minho (UM), são respectivamente Director e Jornalista do projecto. José Graça, estudante de Relações Internacionais na UM é o responsável comercial.

Recomendamos aos nossos leitores uma viagem até ao portal da TV Braga, um espaço onde poderão encontrar a actualidade local e regional com palavra, som e imagem.

As Contas de Famalicão

| 3 Comentários | Partilhar
Sunday afternoon
© miguel de abreu

Recomendo a leitura do diagnóstico sobre as finanças da Câmara Municipal de Famalicão que é feito por José Luís Araújo. Será que o Bloco de Esquerda encontrou candidato para as próximas eleições autárquicas?

O Abraço Não Mata

| 1 Comentário | Partilhar
«Quase todos os trabalhadores seropositivos acabam por perder o emprego quando a empresa sabe da doença» [Público]

A notícia só surpreende os mais distraídos. A ignorância que se faz medo é o primeiro passo para a discriminação. Tal como a SIDA, também as posturas e atitudes discriminatórias não escolhem idade, sexo, etnia, religião ou orientação sexual – os mitos e as ideias erradas sobre a doença germinam nas cabeças de um número indesejavelmente alto de portugueses.

Ao contrário do que muitos pensam, o contacto social com pessoas infectadas com o VIH – dos apertos de mão aos abraços, do trabalho em equipa à partilha de comida, das picadas de insectos ao uso de casas de banho comuns e da tosse aos espirros – não constitui qualquer perigo de contágio. Cientes disto, importa que acolhamos a todos e, ao mesmo tempo, que não nos acomodemos perante as evidentes discriminações que ainda perduram na nossa sociedade.

A ler: Quero Justiça!; Das Riscofobias Selectivas; Portugal no Divã; SIDA e Discriminação.
"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores