Oração sobre a fé

| 4 Comentários | Partilhar
Funes, el memorioso no seu blog

Ouço por aí com frequência que nada melhor, para restituir a fé aos que a perderam, do que um bom aperto na vida.
Não podia ser maior o meu desacordo.
É natural, humano, legítimo que uma pessoa de fé, se volte com mais força para Deus num momento de maior dificuldade ou desânimo. Agora que um agnóstico ou um ateu, perante a ameça de uma perda irreparável, recupere o Deus perdido afigura-se-me uma negociata infame e intolerável.
Os que me são mais próximos sabem que sou agnóstico. Os que me são mais próximos sabem que tenho um cancro.
Não sei se para me iludirem a esperança, se para manifestarem a sua vasta e ingente ignorância, os médicos dizem-me que, para já, a situação está controlada. Eu preferia não o ter e tento viver sem pensar muito nele.

Resumo do jornada (ainda incompleta)

| 12 Comentários | Partilhar
Chamam-lhes 3 grandes, mas o futebol que se viu nesta semana (que é o espelho do campeonato) deixa muito a desejar.
Há por aí muito melhor futebol.
Não fossem as arbitragens...

O Crime dos Media

| 11 Comentários | Partilhar
A postura do comunicação social perante a extrema-direita é criminosa. Dar honras de noticiário nacional a manifestações ridículas de meia dúzia de saudosistas de Salazar, Hitler e Mussolini é uma atitude inaceitável e que poderá ter consequências nefastas...

Uma questão de Saúde Pública

| 6 Comentários | Partilhar
Na extensa reprotagem do Jornal de Notícias sobre as novas leis anti-tabaco pode ler-se:

Também a Associação de Discotecas Nacional está preocupada, até porque em Espanha os efeitos da aplicação de lei foram muito negativos. Nas discotecas que optaram por proibir o fumo, assegura Francisco Tadeu, a "afluência de clientes caiu cerca de 70%", levando vários proprietários a recuar na medida.

A Associação de Discotecas Nacional deu um tiro nos pés... O que sucedeu em Espanha é a prova de que não pode deixar-se ao critério dos proprietários resolver este grave problema de Saúde Pública.
Acabe-se com a ditadura do fumo e restitua-se aos não fumadores o direito a respirarem um ar despoluído.

Sexo para o Coração

| 2 Comentários | Partilhar


A L E L U I A

| 8 Comentários | Partilhar
Novo hospital de Braga pronto dentro de três anos

Aberta discussão para nome do novo hospital
| 4 Comentários | Partilhar
Dá-me uma mão a mim
E a outra a tudo que existe.
.
Alberto Caeiro

O Túnel do País ou o País do Túnel?

| 12 Comentários | Partilhar
Max Spencer-Dohner põe o dedo na ferida (e com muita classe) nos seus Devaneios Desintéricos

De Faro a Braga, do Funchal a Ponta Delgada, todos tivémos que nos render a essa "maravilha absolutamente singular" que faz qualquer lisboeta ( e realço lisboeta) ganhar 10 minutos no seu precioso dia. Foram capas de jornais, directos televisivos e radiofónicos, crónicas e reportagens. E não faltou o préstito de largas centenas de pessoas orgulhosas, passeando-se num... túnel. Lisboeta, é claro. Com directos televisos, pois então.

Às vezes o que parece...

| 0 Comentários | Partilhar
David Afonso escreve o que parece no Dolo Eventual

Parece que o Governo chutou para canto um projecto de investigação de combate a incêndios desenvolvido pela Universidade do Minho. Parece que a embrulhada é total entre o Governo e a Agência da Inovação. Parece que o Simplex e o Plano Tecnológico não são para serem levados a sério. Parece que os israelitas é que ficaram a ganhar. Parece que não foram os únicos...

Marques Mendes e Carmona Rodrigues ou quanto vale a coerência

| 2 Comentários | Partilhar
Todos sabemos que, em política e futebol, o que é verdade hoje já não é verdade amanhã. O PSD tem um caso bicudo para resolver na Câmara de Lisboa: Marques Mendes devolveu a credibilidade ao PSD ao afastar os autarcas indiciados por crimes relacionados com o exercício das suas funções, mas criou um precedente que está agora a causar-lhe muita inquietação.

Havendo coerência, só restam duas saídas a Marques Mendes - ou se demite Carmona Rodrigues ou então terá que ser o próprio líder do PSD a bater com a porta, sob pena de degradar irremediavelmente as condições que lhe restam para ir fazendo oposição.

Stress crónico potencia doenças como depressão e Alzheimer

| 0 Comentários | Partilhar
No Diário Digital

O stress crónico tem implicações na saúde mental e física do ser humano causando depressão e potenciando outras doenças, como a de Alzheimer, disse hoje em Braga o investigador da Universidade do Minho Nuno Sousa.

Formação para a empregabilidade

| 1 Comentário | Partilhar

Vem aí o ‘Enterro do Minho’

| 3 Comentários | Partilhar
O Enterro da Gata, o Primeiro de Dezembro e as Nicolinas são, por excelência, as grandes festas dos estudantes minhotos. Mas, se este facto as une, o tempo tem-lhes reservado destinos e evoluções bem distintas.

As vimaranenses Nicolinas são as que melhor vão reproduzindo o arquétipo original. Resistindo à inclusão dos estudantes da Universidade do Minho, mantêm-se fieis às tradições seculares, uma fidelidade que, no momento actual, é um dos seus maiores atractivos.

Por oposição, as bracarenses celebrações do Primeiro de Dezembro continuam a definhar. E correm ainda mais perigo à medida que o nacionalismo se vai confundindo com patriotismo e o gosto de se ser europeu se sobrepõe ao orgulho de ser português. Seria desejável manter a tradição. Criticar os costumes, rindo-nos de nós próprios, só pode ser positivo e salutar. A AAUM recuperou a tradição e acabou por lhe dar novo impulso, embora os resultados ainda estejam aquém do desejável. O Primeiro de Dezembro tem que ser devolvido à cidade e converter-se na festa do estudante bracarense.

Finalmente, o Enterro. Bebendo na tradição bracarense das Festas Estudantis dos Alunos do Liceu Sá de Miranda, é a maior festa académica do Minho. Contudo, a tradição minhota foi-se esbatendo e chega mesmo a ser contraditório juntar, na mesma noite, o Velório bracarense com a Serenata de Coimbra. É que o enxerto da tradição conimbricense na alegria bracarense do velório levou a tradição a descambar para uma hibridez que chega a ser desagradável e embaraçosa.

Fugiu-lhes a boca para verdade

| 4 Comentários | Partilhar
O Jornal Público escreve na sua edição online, a propóstio das inaugurações eleitoralistas do Presidente do Governo Regional da Madeira, que:

Jardim prosseguiu com o acto eleitoral, percorrendo os dois quilómetros de estrada acompanhado por membros do executivo regional em exercício, do poder local e várias centenas de populares ao som de uma banda musical.

Acho que não era bem isto que queriam escrever...

A crescer...

| 4 Comentários | Partilhar

26 de Abril - II

| 3 Comentários | Partilhar
A ideia, em 2o de Janeio de 2006.

Vamos arrumar com a tão propalada depressão e vencer a angústia.
Vamos viver o 26 de Abril sem saudosismos, construindo um Portugal um país cheio de cultura, com ética política e social, mais produtividade e inovação, mais garra e menos lamúrias, com uma sociedade despida de preconceitos infundados, com valores bem definidos, mas sem moralismos religosos ou políticos.
Vamos? Ou ficamos na mesma?

26 de Abril

| 4 Comentários | Partilhar
Ainda hoje é 25 de Abril. E estamos tão longe da maturidade democrática.

Das ideologias
De um lado, um exacerbado espírito revolucionário, ancorado num discurso comunista totalitário. Do outro, um fascismo patente na intolerância política, religiosa, racial, sexista, homofóbica e étnica. Ao centro, todo o oportunismo partidário. Socialistas e Sociais-Democratas são a face da mesma moeda. Ideologias sem conteúdo. Oportunismos sem ideologia.

Das práticas
Corrupção. Corrupção. Corrupção.

Partidos. Quem não cresce nos aparelhos não chega a lado nenhum. O caciquismo substituiu a competência. A integridade foi destituída pela desenvoltura discursiva. As decisões políticas com capa de solução técnica. Os favores. Os financiamentos duvidosos.

Igreja Católica. Demasiado poder. Demasiados benefícios e protecções estatais. Demasiada discriminação postiva. Demasiado intervencionismo político. Demasiada oposição ao Estado Laico.

Lisboa. A capital tudo controla e tudo domina. É na capital que tudo se urde. A capital é Portugal, o resto...

Construção Civil, Autarquias, Futebol. Um triângulo perigoso que domina a imprensa regional e se perpetua no poder, enriquecendo à custa do bem comum.

Quando chegaremos ao 26 de Abril?
Talvez quando varrermos todos estes filhos do 25...

Nota explicativa: Entende-se por "filhos do 25 Abril" toda esta geração que nos governa. Uma geração que era jovem na época da revolução e que bebeu, de forma equívoca, o verdadeiro significado da liberdade.

Nem tudo o que é legal é legítimo

| 8 Comentários | Partilhar
Não há grandes dúvidas sobre a legalidade da prática recorrente de Alberto João Jardim inaugurar em plena campanha as obras que foi fazendo ao longo do mandato. Diga-se, em abono da verdade, que esta prática não é um exclusivo madeirense. Tem ramificações um pouco por todo o país (os bracarenses que o digam!).
Pode ser legal. Mas não é ético.
Durante a campanha eleitoral, os candidatos devem estar em igualdade de circunstâncias e aqueles que estão em exercício de funções deveriam limitar a sua actividade à mera gestão corrente.

Blogosfera Cor de Rosa

| 2 Comentários | Partilhar
Pedro Arroja saiu dos Blasfémias. Apesar de discordar de quase tudo o que Pedro Arroja escreveu considero ser uma perda importante para a blogosfera. Era um deleite poder discordar.
No entretanto, começou a especulação (1, 2, 3, 4, 5, 6, 7) sobre os motivos da saída. É o nascimento da Blogosfera Cor de Rosa.

LINHA DO TUA: a tragédia continua

| 2 Comentários | Partilhar
Jorge Laiginhas, um transmontano, escreve vivas à Barragem do Tua.
Porpõe que se venda a alma, desde que bem paga.
A tragédia continua.

A sociedade pergunta. A Ordem dos Médicos que responda.

| 4 Comentários | Partilhar
Pedro C. Azevedo no Linha do Horizonte:

Qual a necessidade da equipa médica responsável por Eusébio tem de fazer sucessivas conferências de imprensa à hora dos telejornais, num caso aparentemente normal e em que tudo corre como o previsto?

Também já me tinha interrogado acerca disto e das relações entre os médicos e a imprensa sempre que há acidentes ou internamentos de pessoas famosas. Que posição ética devem os médicos adoptar?

Visto de Longe

| 2 Comentários | Partilhar
José Pacheco Pereira no Abrupto:

De novo, Pina Moura e Portas. Menos liberdade, mais ruído.
O PS reorganiza-se na comunicação social para o futuro próximo, com a mão de ferro do PSOE a ajudar. Quer no grupo da Prisa, quer na comunicacão social do estado, em particular na RTP, nao vai haver tolerância em tudo o que afecte os seus mais altos interesses. Casos como o "caso Sócrates" não se podem repetir.
Portas vai voltar a fazer o mesmo: uns anos de psicodrama e serviço ao PS, outra derrota, outra retirada.
O tempo voltou para trás, para as primeiras manobras das próximas eleições.

Liberdade de Expressão

| 14 Comentários | Partilhar
Durante o último jogo do Braga, a Polícia de Segurança Pública perseguiu vários adeptos que exibiam uma faixa que dizia: "Arbitragem em Portugal. Vergonha." Não se tratando de uma frase ofensiva não se compreende tal atitude. A não ser que alguém pretenda que os adeptos sejam meros fantoches sem opinião.

Após uma primeira tentativa para retirar a faixa aos seus proprietários, a polícia foi brindada com um coro de assobios. A faixa percorreu toda a bancada de associados do Sporting de Braga e acabou por ser exibida por uma das claques. A letra da revolta bracarense foi, finalmente, silenciada pela Polícia de Segurança Pública.

No futebol não há liberdade de expressão e a Constituição da República é letra morta. Aguardam-se reacções das entidades competentes. Ou a liberdade de expressão é um mero detalhe?

Tive uma ideia...

| 22 Comentários | Partilhar
E que tal organizarmos o 1º Encontro de Bloggers do Minho?

Adenda: a discussão passa para o BLOGMINHO.

Portugal no seu melhor

| 9 Comentários | Partilhar
O Presidente da Câmara de Vizela mandou beneficiar o pavimento da rua que circunda a sua habitação pela necessidade de dar condições de circulação às muitas pessoas que utilizavam aquela artéria. Que injustiça pensar-se que o motivo era outro.
Mas, apesar de muitas pessoas utilizarem aquela rua, o passo seguinte foi condicionar o trânsito a moradores e proprietários.
Por fim, o senhor Presidente da Câmara colocou umas pedras a barrar a rua.

Abuso? Mais que isso.
Parece que o poder local perdeu definitivamente a vergonha.

Sarkozy vs Segolene

| 2 Comentários | Partilhar
A Sky News avança

Conservative Nicolas Sarkozy and Socialst Segolene Royal are set to contest a French presidential run-off after topping the first-round poll, according to a Belgian news agency. RTBF said the right-wing former interior minister had just over 29% of the vote while the first woman with a serious chance of becoming president had a little more than 26%.

Adenda: O conservador Nicolas Sarkozy (UMP) e a socialista Ségolène Royal (PS) estão empatados com 26% dos votos, segundo uma sondagem CSA.

Transporte no Minho - III (adenda)

| 6 Comentários | Partilhar
O ComUM Online revela que:

Foi em protesto contra as alterações no horário dos comboios da linha Porto-Braga levadas a cabo pela Comboios de Portugal (CP) que um grupo de utentes dos comboios urbanos organizou ontem uma acção de protesto. A acção passou por atrasar em cerca de nove minutos a partida do veículo com destino a Porto São Bento às 7h43.
“A população de Braga é altamente penalizada com estes novos horários tão desajustados”, afirmou um dos utentes anteontem ao Correio do Minho. Manuel Silva, confessou sentir-se “humilhado” com as alterações levadas a cabo pela CP.

Velhas, mas sempre compensadoras oportunidades

| 2 Comentários | Partilhar

O Inimigo Público, 20.04.2007
.

Coisas da Religião

| 3 Comentários | Partilhar
1. A notícia de que a Igreja Católica eliminou o limbo para crianças que morrem por baptizar só me merece o seguinte comentário: afinal as verdades da fé não são assim tão verdade como querem fazer parecer.

2. O Diário Ateísta chama a atenção para o caso de um adolescente de 12 anos cujo pai se converteu ao judaísmo e que pretende que o jovem seja circuncidado contra a sua vontade e contra a vontade da mãe. Uma autêntica barbaridade.

O Regressado

| 0 Comentários | Partilhar
Rui A. no Blasfémias:

Paulo Portas reconquistou o partido que é, de facto, seu. Não lhe será fácil conquistar a confiança do país. A indiferença, ou mesmo o desdém como, fora do seu cada vez mais pequeno círculo, tem sido comentado, contrasta abruptamente com a expectativa criada em 1998. Não há, na verdade, memória de um episódio tão tristemente dantesco na história da nossa partidocracia.

Nacionalismo

| 5 Comentários | Partilhar
Como se pode amar Portugal sem respeitar os portugueses e todos os outros cidadãos que aqui habitam e trabalham?

As notícias do país

| 6 Comentários | Partilhar
O início do Jornal da Noite da SIC (e das outras pelo que me apercebi...) foi um espectáculo do mais deprimente que é possível observar-se na televisão portuguesa.

Em primeiro, assistimos à notícia do internamento do Eusébio. Esta não é, nem pode ser, uma notícia para abrir o mais importante bloco informativo de Portugal. Ainda a este propósito foi um deleite humorístico assistit ao chorrilho de perguntas ridículas sobre o estado de saúde do futebolista. Por este andar, daqui a uns tempos teremos jornalistas a perguntar se "o famoso X foi algalidado".

Em segundo, foi dado destaque à conferência de imprensa do PNR (que irá ter um deputado em breve e a responsabilidade dessa eleição é exclusiva dos jornalistas). Ouvimos o seu líder dizer que "todos os que amam Portugal têm lugar no PNR". Suponho, portanto, que os cabo-verdianos que por aqui trabalham há 25 anos e que amam Portugal também terão lugar naquele partido e, por consequência, em Portugal. Está no hora de actualizarem o cartaz do Marquês ao discurso do seu líder. Ou esta conferência de imprensa foi mais uma mentira?

Assim vai esse espectáculo deprimente que é Portugal.

Transportes no Minho - III

| 5 Comentários | Partilhar
O Correio da Manhã noticia a contestação aos novos horários na Linha de Braga:

Durante o dia de ontem, os passageiros da Linha de Braga reclamaram das alterações e chegaram a fazer circular um abaixo-assinado dentro dos comboios. Segundo os utentes, “passa a haver um comboio que sai 15 minutos mais cedo de Braga, mas que chega ao Porto uma hora e dez minutos depois. Há também um mais rápido, às 08h05, que chega às 09h00, o que não dá para quem começa a trabalhar a essa hora”.

Algumas horas depois, o blog Renas e Veados anuncia:

Protestar compensa, acabei de receber um e-mail da CP a anunciar a criação de dois novos horários matinais com saída de Braga, para os dias úteis. Um deles com ligação Braga-S. Bento inferior a uma hora. É pouco, mas já é um começo. Notar que os novos horários ainda nem entraram em vigor e já sofrem as primeiras alterações.

Mas ainda não é suficiente. Apresente a sua reclamação aqui.

Historial de Vergonha do Belenenses

| 87 Comentários | Partilhar
Levados ao colo pelo sistema
1. Deviam estar a disputar a Segunda Liga. Factores externos colocaram-nos na 1ª Liga;
2. Venceram o Odivelas com um penalti escandaloso por assinalar;
3. Venceram o Bragança com um golo anulado em fora de jogo;
4. Venceram o Braga com um acumular de erros, um penálti inexistente a favor e um penálti contra por assinalar;

Uma questão de carácter
1. Cabral Ferreira perdeu em campo mas tudo fez para que o Belenenses vencesse na secretaria;
2. Carlitos pediu a rescisão ao Gil Vicente para ir para o Marítimo e acabou no Belenenses;
3. Jorge Jesus incitou os jogadores do Belenenses a não permitirem que um jogador do Braga fosse assistido (em idêntica situação os jogadores do Braga cederam a bola).

*****

Jorge Costa, no final do jogo, não esconde a revolta:

«Custa ver os jogadores a chorar no balneário. Acabámos por sofrer um golo [do penalty] num lance em que o jogador está de costas. Há um outro lance sobre João Pinto que também é penalty, há uma bola que bate na mão de um jogador do Belenenses sem intenção, mas pelo mesmo critério devia ter sido penalty e houve amarelos em demasia. Cansaço? Essa pergunta não deve ser feita a mim, mas a quem faz o calendário. É óbvio que jogar à segunda e à quinta desgasta.»

Belenenses (+ fiscal de linha + árbitro + sistema) vs BRAGA

| 23 Comentários | Partilhar
ROUBO!
Apito Lisboeta, já!

E pronto, a avaliar por tudo o que se passou nos últimos dias (Braga a jogar na segunda, inclusivamente!) estão todos felizes: Sportinguistas, Benfiquistas, Liga, Palhaços, Federação, Ursos, Árbitros, Corruptos, Fiscais de Linha, Comentadores, Governantes e Fascistas. Estão todos contentes.
Viva Portugal!

O Estádio é do Belenenses. Os adeptos serão do Braga.

| 0 Comentários | Partilhar
Braga terá quatro mil adeptos

Impressionante é o que se pode dizer da mobilização que está a ocorrer na Cidade dos Arcebispos no sentido de apoiar a equipa esta noite no Restelo. Os números ontem avançados na conferência de imprensa de Jorge Costa, pelo director executivo Eládio Paramés, apontam para uma presença no Restelo na ordem dos quatro mil adeptos do Braga. Um número que extravasa no dobro as perspectivas iniciais da SAD. Com direito a 35% da lotação do estádio em ingressos – cerca de 7 mil – os números reais não deixam de surpreender, tanto mais que se equivalem aos apontados como de adeptos previstos do Belenenses, também na ordem dos quatro mil. A única diferença é que uns farão 350 quilómetros por duas vezes...

Demagogia

| 14 Comentários | Partilhar
O aumento dos numerus clausus para a Medicina tem sido defendido intransigentemente por quase toda a gente. É uma medida que tem tanto de simpático e popular como de insensato, desnecessário, despesista e populista.

Os liberais defendem a tese de que a procura do curso deve justificar a abertura de mais vagas. Ainda que o Estado esteja a investir na formação de profisisonais de que não necessita. Ainda que o sector fique completamente desregulado. Ainda que se caia na mercantilização do ensino da Medicina com consequências gravosas para a qualidade do mesmo. Os desinformados, por seu turno, queixam-se da falta de médicos. Ainda que Portugal tenha mais médicos por habitante que a média europeia. Ainda que todos saibamos que o problema não está na quantidade de médicos mas na qualidade da organização do sistema de saúde.

O que todos se esquecem, Governo incluído, é que ser licenciado em Medicina não significa que se é medico. Para se poder exercer medicina de forma autónoma é necessário frequentar uma formação pós-graduada chamada Internato Médico. Caso as vagas de formação pré-graduada continuem a aumentar ao ritmo dos últimos anos, o Ministério da Saúde não tem capacidade formativa para garantir o ingresso no Internato Médico a todos os licenciados em Medicina.
Para que queremos licenciados que não podem ser médicos?

Transportes no Minho - II

| 18 Comentários | Partilhar
A discussão em torno da criação de uma verdadeira rede de transportes no Minho desviou o assunto para a regionalização, com argumentos a favor e contra a reorganização administrativa do país. Em Dezembro de 2005 escrevi:

[Com as 5 regiões] há o perigo, real e efectivo, da regionalização se converter num neocentralismo regionalizado em que cidades como Porto, Coimbra, Évora e Faro assumiriam o papel do pólo centralizador dizimando ainda mais a interioridade deste país. Na essência, pretende-se atenuar o centralismo de Lisboa com a criação de vários neocentralismos dispersos pelo país.
É que, se tivermos em atenção os sinais que nos chegam do Porto, cujas gentes fazem queixinhas de Lisboa mas não deixam de importar todos os tiques centralistas da capital, assumindo-se como um pólo que quer ser no Norte, ainda mais centralista que Lisboa é no país.

O risco do Porto absorver todos os fundos do Norte é real. Não me causa estranheza que os portuenses se oponham ao Metro de Braga ou à Nova Rede de Caminhos de Ferro do Minho com a mesma força e determinação com que reivindicaram um Metro para a sua Área Metropolitana. O extracto que se segue, do blog portuense Incursões, surge como parte natural de um extenso rol de tiques centralizadores do Porto relativamente à Região Norte.

Vir aqui defender um comboio confortável mais ou menos pendular entre as duas cidades [Porto-Vigo], sem paragens desnecessárias (ai meu Deus que dirão os de Braga?) (...) parecerá assim tão despropositado?

Não é, concerteza, despropositado. Mas é um sinal interessante que os minhotos não deixarão de ter em conta na hora de votar. Já o disse e repito-o as vezes que forem necessárias: Regionalização com 5 Regiões, NUNCA!

Façam história!

| 0 Comentários | Partilhar

CONTRA-ATAQUE: Belenenses vs BRAGA

| 6 Comentários | Partilhar
«Jogo do ano.
Tudo se decide na quinta-feira, pelas 21 horas no Restelo. Está em jogo a presença no Jamor, algo que não conseguimos desde 1989.
O nosso adversário é o Braga equipa forte, compacta e que exerce forte pressão sobre as equipas que defronta. O jogo que esta equipa efectou nesta 2ª feira na Luz, pouco ou nada a afecta, pois os principais jogadores ou não jogaram (Wender, Zé Carlos, Maciel) ou jogaram pouco tempo (Luís Filipe, Andrade). Mas atenção, já jogamos - e ganhámos - a este Braga no Restelo! Logo esta equipa apesar de forte e com excelentes jogadores, está - nesta altura - ao nosso alcance.
Jorge Jesus, teve ao longo da época um discurso virado para a Taça de Portugal!
Teve sempre um objectivo: a presença no Jamor! A conquista de um título!
Não podemos desperdiçar esta ocasião! Nós sócios e adeptos desejamos uma grande vitória, que pode começar a ser construída dia 19! Pelas palavras dos jogadores os mesmos pareçem confiantes e bem sabedores dos riscos que este jogo encerra! Pela equipa, pelo futebol que temos apresentado, pelo rigor, pela astúcia que temos patenteado nos últimos jogos , só podemos, nós adeptos, acreditar, acreditar, acreditar.

Poucos ou muitos uma coisa temos que fazer: apoiar sem descanso os nossos jogadores, é o jogo do ano para eles jogadores e para nós........sócios, adeptos, ou simples simpatizantes!
Todos temos que dar tudo! No campo e na bancada!
Aqui deixo uma mensagem de simpatia à Fúria Azul, que jogo após jogo têm acompanhado esta caminhada na Taça. Também eles merecem (muito) a presença no Jamor!
Mister Jesus não deve fazer alterações na equipa em relação ao jogo contra o Estrela.
A única alteração poderá ser a saída de Garcês (o que não acredito muito) para a entrada de Sandro, de maneira a dar mais solidez ao nosso meio campo, libertando um pouco mais, para tarefas ofensivas, o Ruben. Assim teríamos: Marco, Amaral, Rolando, Nivaldo, Alvim, Sandro, Cândido, Zé Pedro, Ruben, Dady e Silas. Será assim? Garcês como primeira opção em caso de necessidade?
Aguardemos, com a certeza de que de momento, quem joga ou não é indiferente, o que importa é vencer pois só temos um objectivo:
Até ao Jamor!!!
ATÉ AO JAMOR!!!»

Miguel Lopes no Blog Canto Azul ao Sul

Não brinquem comigo

| 5 Comentários | Partilhar
Gabinete de Sócrates diz que teste só "prova bom aproveitamento" em Inglês Técnico

Prova?
É este o ensino de excelência que defende o senhor Primeiro Ministro?
Ou será destas oportunidades que fala quando fala em novas oportunidades?

Arquivar o inconveniente

| 0 Comentários | Partilhar
Arquivar o inconveniente. Por Tiago Mendes (Via O Insurgente)

Pensemos, em abstracto, no cenário de um primeiro-ministro envolvido num caso de favorecimento político. Provada a obtenção de favor, seria sustentável não haver lugar a uma demissão? Em abstracto, não. No concreto, a resposta é menos simples.

Com o caso da UnI aprendeu-se muita coisa. Primeiro, que ainda há quem atire areia para os olhos alheios, sugerindo que a presente suspeita de favorecimento político – coisa evidentemente pública – está no mesmo nível de comentários, politicamente inaceitáveis, sobre a vida privada de de cada um (se a pessoa fuma, se vai à missa, se dorme com A ou B, se sofre de insónias, etc.). Segundo, que é possível alguém afirmar nada dever, nada temer e, ainda assim, tremer, e muito. Terceiro, que o primeiro-ministro terá “pressionado”, sem conseguir “condicionar”, vários jornalistas, num uso pouco eficaz dos recursos do país. Quarto, que quando se convive mal com a crítica, perde-se em autoridade o que se conquista de autoritarismo. Quinto, que só um político muito ‘by the book’ poderia declarar não se ter preparado especialmente para uma entrevista importante – e sem que ninguém se risse no estúdio.

Este artigo de Tiago Mendes coloca o dedo na ferida e desmascara aquela que tem sido a visão de muitos socialistas e outros quantos vigaristas (os primeiros, quase sempre, sem relação directa com os segundos) que se têm manifestado ofendidos com a discussão pública da licenciatura do Primeiro Ministro.

A causa das coisas

| 0 Comentários | Partilhar
Carlos Abreu Amorim no Blasfémias:

Depois disto poucas dúvidas poderão restar acerca daquilo que verdadeiramente esteve em causa nesta embrulhada "licenciatura Sócrates/Uni". Aparentemente, porque em política o que parece é, o Estado usa a sua autoridade para defender o interesse privado do primeiro-ministro. Para atemorizar quem possa beliscar a sua imagem. Nada que espante quem ouviu Mariano Gago a defender, de forma ridiculamente panegírica e conteúdo obscenamente bajulador, o percurso académico de José Sócrates no preciso momento em que anunciava ao país o encerramento compulsivo da U. Independente...

Ensino de excelência mas só para os outros

| 8 Comentários | Partilhar
O Semanário Sol avança que

José Sócrates terá feito a cadeira de Inglês Técnico ­– uma das cinco que realizou na Universidade Independente para concluir a licenciatura em Engenharia Civil – através de um pequeno trabalho entregue numa folha A4, que fez chegar ao reitor acompanhado de um cartão do seu gabinete de secretário de Estado.

Parece que isto são coisas que não interessam nada. Parece que ninguém dúvida que o homem fez uma licenciatura de enorme prestígio. Parece que toda a gente está convencida de que não se aproveitou do facto de ser Secretário de Estado para obter o canudo sem grande esforço.
É o país do faz de conta. Mas será que é o mesmo José Sócrates que fala em exigência e rigor?

Crise do Golfo

| 1 Comentário | Partilhar

Transportes no Minho - I

| 12 Comentários | Partilhar
Há mais de um ano, quando ainda estava noutra casa, abordei esta temática, apresentando mesmo uma proposta sumária para uma linha entre Braga e Guimarães. O tema volta para a agenda blogosférica e, desta vez, não o podemos deixar cair no esquecimento.

A construção de uma verdadeira rede de transportes no Minho tem que ser um dos grandes desafios deste início de século. Braga, Guimarães, Barcelos, Famalicão e o Aeroporto Sá Carneiro têm que estar ligados, a médio prazo, por uma rede de caminho de ferro. Ou os investimentos vão continuar a centrar-se em Lisboa e no Porto? Ou não há mais Portugal para além desses burgos?

Samuel Silva, no Colina Sagrada, cita o prefácio da 22ª edição de "O Comboio em Portugal":
Ligar a Universidade do Minho por ferrovia, mais do que fazer todo o sentido, é uma forma de ganhar o futuro enaltecendo quem, no passado, soube projectar a ligação entre Guimarães e Braga. Tanto mais que, no caminho entre os dois pólos, se situarão dentro de muito pouco tempo duas instituições de Inovação & Desenvolvimento de excelência e nível internacional como são o Ave Park e o Instituto Ibérico de I&D.

Francisco Rodrigues, no Mesa da Ciência, dá nota do apoio que a autarquia de Guimarães tem dado ao projecto (um entusiasmo que não é novo, diga-se):
O presidente da Câmara de Guimarães, António Magalhães, vai propor à Comissão de Coordenação de Desenvolvimento Regional do Norte (CCDRN) a inclusão de projectos como (...) uma ligação ferroviária Guimarães-Braga no Plano Regional de Ordenamento do Território do Norte (PROT-Norte).

No dia 13 de Abril, o Público dá destaque às das declarações de Carlos Lage defendendo novas ligações ferroviárias no Minho:
Lage revelou que está em estudo a construção de uma nova estação na zona de Braga, para servir o novo comboio, tendo em vista a necessidade de servir toda a região, nomeadamente o chamado quadrilátero urbano composto por Braga, Guimarães, Famalicão e Barcelos.
O responsável da Comissão de Coordenação Regional do Norte de Portugal frisou que a opção pelo aproveitamento da linha já existente, entre Porto e Braga, não exclui a possibilidade de, no futuro, ser construída uma ligação de raiz, entre a capital minhota e o aeroporto Sá Carneiro. "Vai ser reservado um espaço canal para que tal possa ser possível no futuro", acrescentou.

Finalmente deixo o link para um projecto do Snitrom sobre a futura Rede de Metro da Cidade de Braga.

Mea Culpa

| 3 Comentários | Partilhar
Afinal, os únicos massacrados foram os adeptos do Benfica.
O Braga cumpriu.


No final do jogo recebi a seguinte mensagem de um amigo benfiquista: Cada vez gosto menos do Braga.
Quem óptimo sinal: não há desamor que nos saiba tão bem como aquele que vem dos que são incapazes de nos derrotar.

Igualdade de Direitos?

| 1 Comentário | Partilhar
O Correio da Manhã (via Blogotinha) destaca que:

Francisco Pinto Balsemão, presidente da SIC, vai ficar para a história como o primeiro patrão de uma empresa de media portuguesa a permitir uma licença de casamento a um trabalhador homossexual.
O patrão da SIC intercedeu junto dos Recursos Humanos da estação para que Nuno D., pivô da SIC Notícias, gozasse de licença de casamento, apesar de a lei portuguesa não o permitir, já que se trata de uma união entre pessoas do mesmo sexo.


É a primeira vez que este tema surge no Avenida Central. Impõe-se o esclarecimento: sendo o casamento civil um contrato estabelecido entre dois cidadãos livres e conscientes, não me parece razoável que se mantenha a actual situação de discriminação e que deixe de se confundir o casamento religioso com o casamento civil.

Derrota

| 1 Comentário | Partilhar
Vital Moreira no Causa Nossa:

A direita ultracatólica no poder na Polónia não conseguiu a maioria parlamentar necessária para rever a Constituição de modo a estabelecer a proibição absoluta do aborto. A actual legislação já só admite o aborto no caso de violação, de perigo para a vida ou saúde da grávida ou de malformação do feto. É contra essa limitada "abertura" que a actual maioria governamental polaca se mobiliza.

Podem chamar-me pessimista...

| 2 Comentários | Partilhar
...mas talvez haja massacre na Luz.

O Benfica precisa desesperadamente de ganhar. O árbitro não inspira confiança.

Veremos.

Não escolha o fim de semana para enfartar

| 2 Comentários | Partilhar
Um estudo do New England Journal of Medicine concluiu que os pacientes com enfarte do miocárdio admitidos ao fim de semana têm maior mortalidade que os que são admitidos num dia da semana:

For patients with myocardial infarction, admission on weekends is associated with higher mortality and lower use of invasive cardiac procedures. Our findings suggest that the higher mortality on weekends is mediated in part by the lower rate of invasive procedures, and we speculate that better access to care on weekends could improve the outcome for patients with acute myocardial infarction.

TGV em 2018

| 0 Comentários | Partilhar
O Público noticia que:

Os responsáveis do Governo Autónomo da Galiza, Espanha, e da Comissão de Coordenação Regional do Norte de Portugal garantiram, hoje, em Guimarães, que o comboio de alta velocidade (TGV) entre Porto e Vigo estará operacional em 2013.

Contando com os portugueses atrasos do costume teremos comboio em 2018.

Esta Polónia não é Europa

| 2 Comentários | Partilhar
Associamo-nos à iniciativa do blog Devaneios Desintéricos, manifestando a nossa total indignação perante a deriva fascista e desrespeitadora da Declaração Universal dos Direitos Humanos que está a ser levada por diante na Polónia.

Exmo Sr Embaixador da Polónia,
Ciente do árduo percurso do Povo do seu país rumo a uma Democracia expurgada de totalitarismos como os que historicamente se abateram sobre a Polónia, é com genuína inquietação que assisto à implementação de medidas governativas tendentes a instaurar um clima de desrespeito pelos mais basilares Direitos Humanos. As soluções propugnadas pelo executivo de Varsóvia, ao terem como consequência o desrespeito pela liberdade de não prossecução de um dado credo, a perseguição de minorias sexuais e modelos familiares atípicos, assim como as sugestões vindas a público de uma proibição total do aborto ou, por outro lado, a apologia da pena de morte feita por alguns membros do Executivo que representa, traduzem uma divergência inaceitável com os valores que assumimos comuns nesta União Europeia.
Ciente que o Povo polaco, como outrora, saberá levantar-se contra a instauração da intolerância e do desrespeito pela dignidade humana, junto de vós lavro o presente protesto.


Enviem esta carta para o endereço politica.embpol@mail.telepac.pt

Ser-se antes de o ser

| 3 Comentários | Partilhar

.

Protecção

| 2 Comentários | Partilhar
Enquanto polícias protegem Gato Fedorento das ameças de violência, os militantes do PNR protegem o seu novo cartaz do vandalismo.

Será preciso dizer mais alguma coisa?

Sócrates e Portas

| 2 Comentários | Partilhar
Sócrates está para o PS como Paulo Portas para a direita.

Sócrates diz-se socialista e governa à direita, enquanto adoça o espírito da esquerda com leis de aborto e reprodução medicamente assistida. Portas diz-se democrata cristão mas é um neoliberal vestido de amigo do pobres e desprotegidos.

Sócrates tem a sua história muito mal contada na Independente. Portas tem o seu famoso "Caso Moderna".

Sócrates cresceu mediaticamente na RTP. Portas no Independente.

Ambos têm uma inegável capacidade de retórica. Ambos conseguem subverter a realidade a gosto. Ambos silenciam oposições internas e dominam, por completo, os respectivos aparelhos partidários. Ambos trucidaram anteriores líderes dos seus partidos. Ambos se vitimizam perante os ataques políticos dos adversários. Ambos começaram no PPD/PSD.

Qualquer semelhança não é pura coincidência.

As vítimas

| 10 Comentários | Partilhar
A vitimização é uma arma política emergente.
O português gosta de se vitimizar. Os portugueses são sempre solidários com quem se vitimiza. As teses de perseguição, mesmo que infundadas, potenciam estranha admiração na sociedade portuguesa: foi assim com Fátima Felgueiras, Valentim Loureiro e Isaltino Morais. José Sócrates é o senhor que se segue.

Ficaram esclarecidos? Eu não.

| 5 Comentários | Partilhar
Afinal, o Primeiro Ministro é uma infeliz vítima de erros alheios.
Apesar disso, o seu percuso académico é uma espécie de exemplo, uma grande "nobreza de carácter".

Já não há vergonha.

Ego

| 2 Comentários | Partilhar
Fica o agradecimento ao Mundo ao Contrário e ao Blogotinha pelas simpáticas referências.

Jornal condenado por publicar notícia falsa verdadeira

| 5 Comentários | Partilhar
Podia ter acontecido no Ruanda. Mas aconteceu em Portugal.

O jornal PÚBLICO foi condenado pelo Supremo Tribunal de Justiça a pagar uma indemnização de 75 mil euros ao Sporting Clube de Portugal por ter noticiado, em 2001, que o clube tinha uma dívida ao Estado de 460 mil contos desde 1996. Apesar de o Supremo ter admitido que a notícia é verdadeira, condenou o jornal com o argumento de que o clube foi lesado no seu bom-nome e reputação.

Apito Lisboeta - III

| 11 Comentários | Partilhar
Tinha jurado a mim próprio que não voltaria ao tema da arbitragem nesta semana. A desfaçatez de quem dirige o futebol nacional faz-me voltar ao assunto.

Depois do Benfica ter beneficiado de uma grande penalidade inxistente (foi SIMulaçÃO) em tempo de descontos, a Liga decidiu nomear um perito em assinalar penáltis inexistentes contra o Braga, sempre em tempo de descontos (já foram dois!). Um desses penáltis foi marcado precisamente a favor do Benfica, no jogo do Municipal da última época.
E, por coincidência, é o árbitro que Luís Filipe Vieira escolheu para a Taça...

Como escrevi na última vez que esse senhor nos apitou: "O Braga pode começar a preparar o jogo seguinte porque neste não ganha."

Haja Vergonha!

Antes que seja tarde demais

| 4 Comentários | Partilhar
O Processo de Bolonha constituiu-se como uma excelente oportunidade para se proceder a uma verdadeira reestruturação do desenho curricular e dos métodos de ensino-aprendizagem dos cursos superiores em Portugal.

Nesta matéria, a Universidade do Minho foi, mais uma vez, pioneira. Não só antecipou Bolonha (veja-se o caso da Licenciatura de Medicina, em funcionamento desde 2001) como rapidamente encetou um vasto processo de adequação dos cursos de graduação em funcionamento nesta universidade.

As alterações propostas pela implementação do Processo de Bolonha foram já assimiladas por uma fatia muito significativa dos estudantes e, como tal, a discussão que se prolonga em sucessivas RGA’s torna-se redundante e mesmo desnecessária. Já não há paciência para as moções trazidas dos comités não sei de quê. Nem para o discurso típico dos plenários de um qualquer sindicato fabril. Nem tão pouco para o permanente desafio às regras instituídas e à autoridade de quem foi eleito pelos estudantes para exercer funções na AAUM.

Seria mais proveitoso que os estudantes centrassem as suas energias na censura aos inaceitáveis cortes orçamentais que, como tem sido repetidas vezes denunciado, ameaçam estrangular as universidades públicas. A ideia simbólica de fazer chegar postais ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior é interessante mas de eficácia muito duvidosa. A margem de manobra política da AAUM nesta matéria não é grande, mas de que vale protestar junto do Ministério quando a esmagadora maioria dos estudantes está descrente, desinformada e inerte?

Versão integral no ComUM Online, a minha nova casa (quinzenalmente).

Deplorável

| 0 Comentários | Partilhar
CAA no Blasfémias:

"A excesssivamente extensa comunicação do ministro, cheia de lacunas e contradições, mostrou que é o Governo, antes de mais, que mistura o "caso Sócrates" com o da Universidade Independente."

Apito Lisboeta- II

| 38 Comentários | Partilhar


O Golo da vitória do Sporting! Ainda há dúvidas sobre o fora de jogo?

Assim é fácil!

As Listas

| 0 Comentários | Partilhar
Já que o Governo tem alguma experiencia acumulada na divulgação de listas e que lhe reconhece grandes vantagens, sugiro que seja colocada on-line a lista de todos os licenciados por equivalência na Universidade Independente.

Coisas com relevância académica

| 0 Comentários | Partilhar
Yoga
Horticultura
Carreira na CGD

Calúnias? Que calúnias?

| 1 Comentário | Partilhar
Sócrates vai mostrar diplomas para se defender de «calúnias»

Mas quais «calúnias»?
Nunca ouvi ninguém dizer que o homem não tivesse diploma.
Até se sabe que foi passado num Domingo de Agosto...

O que gostaríamos de saber são os motivos pelos quais pediu equivalências a disciplinas que não são equivalentes. E que tipo de curso frequentou na Independente. E porque é que não reclamou do facto das notas do diploma serem diferentes das anteriormente afixadas. E porque é que a Independente ocultou ter tido licenciados nesse ano. E porque é que a Independente não fecha...

Como bem escreve João Miguel Tavares no Diário de Notícias:
Pelos vistos, o nosso primeiro-ministro ainda não percebeu que ninguém lhe exige que seja doutor. Apenas se lhe exige que não seja mentiroso. Será assim tão difícil?

Apito Lisboeta

| 12 Comentários | Partilhar
Depois de termos recebido a espectacular exibição de um tal Duarte Gomes (Lisboa), foi a vez de desfilar em Braga um tal Bruno Paixão (Setúbal). O árbitro foi o melhor jogador do Sporting (Lisboa).

E fez um enorme favor ao Benfica (Lisboa), afastanto Paulo Santos, Zé Carlos e Nem do jogo da Luz. E este último ainda do jogo com o Belenenses (Lisboa).

Sobre este roubo, os jornais A BOLA (Lisboa) e Record (Lisboa) não escreveram uma única palavra.

Viva a mafia de Lisboa!

Adenda 1: «Esta derrota estava mais que destinada!»

Adenda 2: «A arbitragem não esteve bem, especialmente no aspecto disciplinar»

Adenda 3: «Campeonato é feito para apenas três clubes...»

Adenda 4: «Toda a gente viu que o Sp. Braga foi prejudicado.»

Adenda 5: «Perturbados com a panóplia de equívocos da equipa de arbitragem liderada por Bruno Paixão (ainda teve a infelicidade de atirar Zé Carlos ao tapete), os jogadores arsenalistas multiplicaram-se em quezílias e perderam o discernimento que costuma ser a pedra de toque do seu futebol.»

Os resultados já se sabem

| 1 Comentário | Partilhar
O Governo promete investigar a Independente. Mas os resultados já são conhecidos:

"Nenhuma instituição pode proceder a uma investigação isenta se um dos resultados possíveis for contrário aos seus interesses."

Quebrar a invencibilidade

| 3 Comentários | Partilhar
O Braga jogará com três invencíveis nos próximos três jogos:

1) o Sporting invencível fora de casa;
2) o Benfica invencível em casa;
3) o Belenenses invencível na Taça.

Derrotá-los será difícil mas não impossível.

Do Pluralismo Nacionalista

| 4 Comentários | Partilhar
Os Gato Fedorento estão sob ameaça da extrema-direita por causa de cartaz

"Para os felicitar creio que terei de fazer um destes dias uma visita à hora de saída do colégio (...), onde um destes burgueses esquerdistas tem os seus filhos a estudar e assim parabenizá-lo pessoalmente pelo brilhante cartaz", escreve no fórum um nacionalista que se assume como "Nuno NS", da Costa da Caparica.

"Deviam ser considerados traidores à Pátria e sofrer em conformidade, mesmo usando a violência física (...) Cá por mim não renuncio ao meu direito de ajustar contas com qualquer destes fedelhos", escreve outro nacionalista.

"Plenamente de acordo, a partir de hoje [ontem] estão sujeitos a qualquer violência".

Sócrates é anti-Norte

| 4 Comentários | Partilhar
«Vigo no será, finalmente, la sede del secretariado técnico de la Unión Europea (UE) que debe gestionar los programas de cooperación transfronteriza entre España y Portugal entre 2007 y 2013, incluidos los que pongan en marcha Galicia y la Región Norte de Portugal. Badajoz se ha impuesto finalmente a la candidatura gallega, en parte gracias al interés del Gobierno portugués en desincentivar iniciativas que puedan alentar cualquier afán autonomista en torno a Oporto. La Xunta ofrecía como sede parte de las instalaciones del Centro Tecnológico del Mar.»

Depois de se continuar a afundar economicamente e dos sucessivos cortes em investimentos, o Norte conhece mais um espinho da política de José Sócrates. O que motivará esta postura do Governo?

CONTRA-ATAQUE: A antevisão do Braga - Sporting por um leão

| 0 Comentários | Partilhar
«O Sporting vai a Braga no Sábado. Nunca é um jogo fácil nem que o Braga lute para não descer. Este ano pior ainda. Os arsenalistas ficaram em 4º e 5º lugar nos 3 anos anteriores e este ano para lá caminham a passos largos. São uma equipa bem estruturada por Jesualdo Ferreira.

Esta época já vão no terceiro treinador mas o trabalho manteve-se. Agora a voz de comando Jorge Costa, que já não tem as costas quentes da camisola azul e branca, mostra o seu valor e larga experiência. Comanda um grupo coeso em que as estrelas têm a noção do trabalho de grupo e do seu posicionamento neste. Destaco João Pinto, Paulo Santos e Wender. Pinto ainda mostra o seu bom futebol com um treinador mais jovem que ele. Paulo Santos mostra a sua classe entre os postes. Wender, tipicamente um extremo, tem nesta equipa o espaço que a sua actual entidade patronal – o Sporting – não lhe deu.

O Braga é daqueles clubes que muita falta fazem ao futebol português. Sou da opinião que depois dos três grandes há que cimentar um grupo de clubes de média dimensão que possam marcar presença assídua na Taça UEFA. O Braga faz parte desse grupo. É representativo de uma cidade, tem boas assistências médias e boas condições de trabalho. Há que consistentemente cimentar este trabalho.

Vai ser um jogo de qualidade tal como tem sido nas últimas épocas. O Sporting não se pode deixar intimidar pela escolha do Sr. Bruno Paixão para arbitrar este jogo. Temos tido más experiências com este senhor mas esperemos que não se repitam. Como sportinguista que sou e não podendo perder pontos na luta pelo 2º lugar (pelo menos este) só quero a vitória.

Uma última referência para a brilhante carreira europeia do Braga este ano. Já por diversas vezes referi este facto no meu blog. Só um futebol mais intenso do Tottenham Hotspur fez levemente vergar os arsenalistas. Pena foi que na época passada o Braga não tenha passado da primeira eliminatória pois com certeza teria feito uma carreira semelhante. Para o ano espero que na pior das hipóteses vá à fase de grupos.»

Boas notícias

| 0 Comentários | Partilhar
Eritreia proíbe a excisão feminina

«A Eritreia proibiu a excisão feminina, uma prática ancestral que atinge 89 por cento das mulheres deste país africano. A decisão foi anunciada hoje através de um comunicado publicado no site do Ministério da Informação da Eritreia.
O texto do Ministério da Informação acrescenta que a excisão põe perigo a saúde das mulheres, causa um enorme sofrimento e ameaça a sua vida”.Qualquer pessoa “que peça, incite ou faça a promoção da excisão (...) pode incorrer numa multa ou numa pena de prisão”, refere o texto, sem precisar o montante da multa nem a duração da pena.
Esta proibição entrou em vigor no dia 31 Março.»

Fascismo com humor se combate

| 29 Comentários | Partilhar

.
Nacionalismo é mesmo parvoíce!

A direita portuguesa continua a (re)escrever a história

| 6 Comentários | Partilhar
Depois de endeusamento de Salazar, Pedro Arroja continua num conturbado processo de negação dos factos que a herdámos da história. O último delírio inclui a negação do envolvimento da Igreja Católica nos actos perpetrados pela Santa Inquisição. O que também admira é o entusiasmo e a condescendência de largos sectores da direita portuguesa com a "compulsividade falsificadora" de Pedro Arroja.

Playing

| 4 Comentários | Partilhar


Via Fontes do Ídolo

A Independente não fecha?

| 3 Comentários | Partilhar
«Um e-mail reenviado por um assessor (aluno finalista nesta instituição) do ministro Augusto Santos Silva (ver caixa) anunciava, na sexta-feira, um novo reitor na UnI.»

Já todos percebemos que a qualidade administrativa e pedagógica da Universidade Independente é, no mínimo, duvidosa. Pelo menos, tem sido repetidamente colocada em causa pelos vários órgãos de comunicação social. Mas também já todos percebemos que a Independente não fecha: há demasiadas ligações deste Governo e do Partido Socialista àquela instituição.

Quem mente?

| 14 Comentários | Partilhar
«Esta decisão foi concertada com as forças de segurança que, por isso, estavam previamente informadas do sector específico então reservado aos adeptos do FC Porto, sem que tenha sido suscitada qualquer reserva a esta opção», diz o Comunicado do Benfica.

«Foi uma má escolha unilateral do Benfica», afirma a subcomissária Paula Monteiro, explicando que a decisão foi comunicada pelo clube da Luz «na primeira reunião de coordenação, há uma semana», numa altura em que os bilhetes já estavam distribuídos.

Era uma vez um governo socialista liberal

| 2 Comentários | Partilhar
«Os medicamentos com receita médica vão passar a ser vendidos também nos hipermercados e nas lojas de saúde que vendiam, até agora, apenas medicamentos que estavam isentos de receita médica. (...) Se o doente escolher comprar um medicamento com receita num hipermercado, terá de pagar a totalidade do preço, ou seja, terá de abdicar da comparticipação que o Estado dá à maioria dos medicamentos.»

Diário Económico

Do Estado da Educação

| 4 Comentários | Partilhar


Confesso a minha falta de preparação para debater as questões mais teóricas da educação. Nunca passei de um aluno que se interessa por elas. No entanto, o que por aqui vejo custa-me a ler e, depois, a crer que li. Dói-me que num blog em que escrevem professores (e eu tive e tenho tantos professores de qualidade - sempre no ensino público) se desça ao nível da clubite tantas vezes presente nos confrontos entre claques de futebol. Têm aqui todos os ingredientes: os ataques pessoais; os que se escudam perante o anonimato; e os que escrevem com pseudónimos para animar o debate e fazer parecer que a sua opinião é muito boa, porque sustentada por ainda mais anónimos.

O ataque ad hominem representa um esvaziar de argumentos e um render perante a evidência de que não se tem arcaboiço para debater ideias com quem sabe defende-las melhor que nós. É, de facto, mais simples atacar as pessoas do que as suas ideias.

Imputar toda a responsabilidade à classe docente é de uma enorme injustiça e de uma cruel desonestidade política e intelectual que só pode sustentar-se em propósitos pouco educativos e, quem sabe, partidários. A ideia de que é necessário mostrar ao país que todas as classes, com excepção dos políticos, são a culpa de todos os nossos males é um instrumento de manipulação da opinião pública essencial para a prossecução das políticas deste governo. E há quem embarque no devaneio.

Eu embarco pelo humanismo. Deixemos o eduquês para os liberais.

Um Cenário de Guerra

| 6 Comentários | Partilhar
«O medo nos olhos de muitos, apesar da festa. A polícia não nos deixa abandonar o cordão e aconselha-nos a voltar a Matosinhos nos autocarros. Eram 7, passam a ser só 6. O motorista do autocarro 6 foi atingido, depois do jogo, por uma...bola de bilhar. Tudo isto acontece sem a presença de um delegado da Liga, de um dirigente de qualquer um dos clubes, ou seja, a malta do beberete foi para casa nas calmas e nós, o sustento do futebol, ficámos ali entregues ao CI. Que cumpriu bem a sua missão. Imagem inesquecível: os "adeptos" do Vitória contidos em dois cordões policiais, espumando-se, enquanto nos encaminhavamos para os autocarros. Ainda tentamos, à nossa responsabilidade, furar o cordão e regressar ao nosso carro. Um homenzarrão com barba de 5 dias e 120 quilos de peso e com uma barra de metal na mão fez-nos voltar para trás. Autocarro a abarrotar, viagem de pé, com o comboio de autocarros a passar sentidos proibidos. Primeiras pedradas à saída de Guimarães, mais algumas nos primeiros viadutos da auto-estrada. Saldo final, todos os seis autocarros com vidros partidas mas nada mais a lamentar para além do susto.»

Trago aqui o retrato do sucedido no último Guimarães-Leixões feito por um adepto leixonense. Diga-se, em abono da verdade, que a violência havia sido iniciada pelos leixonenses na partida a primeira volta. A festa do futebol dispensava estas cenas lamentáveis. Bastava-nos o espectáculo dado pelos 24.000 adeptos que preencheram as bancadas do Estádio D. Afonso Henriques.

O futebol precisa de uma volta de 180 graus. Sempre que assisto a cenas de violência no desporto pergunto-me: Porquê? Alguém sabe porquê?

Da seriedade

| 1 Comentário | Partilhar
Confesso-me surpreendido com a reacção de algumas pessoas às dúvidas que têm sido levantadas a propósito da suposta Licenciatura de José Sócrates. Já se sabe que possuir uma licenciatura não é condição indispensável (nem do ponto de vista jurídico nem do ponto de vista político) para o exercício do cargo de Primeiro-Ministro. Mas alegar que não interessa saber se o Primeiro-Ministro é ou não licenciado e em que condições obteve aquele título é, pois, de uma desonestidade intelectual gritante. Se o grau académico não é condição essencial para desempenhar tais funções, a seriedade deveria sê-lo.

É legítimo que os socialistas não se sintam confortáveis com esta situação que envolve o seu líder. É legítimo, até, que tenham estado num longo e doloroso processo de negação. Mas, perante tantas evidências e mesmo transcendências, é fundamental que a história académica de José Sócrates seja rapidamente esclarecida. Porque o que está em causa não é saber se o Primeiro-Ministro é licenciado, mas sim a forma como obteve o título que ostenta.

Não se entende como é que um governo que fundamenta em critérios de qualidade o encerramento de maternidades e urgências permite o funcionamento de instituições de ensino superior cujos cursos levantam dúvidas tão substanciais. Repare-se que é o próprio Primeiro-Ministro que prefere ocultar da sua biografia oficial o nome da instituição que lhe conferiu o grau académico, ao contrário do que sucede com a pós-graduação (que parece já não constar do currículo de Sócrates) em Engenharia Sanitária (na Escola Nacional de Saúde Pública).

O gabinete de José Sócrates diz que "o caso só surgiu agora", o que é manifestamente falso. Os factos estranhos da vida académica de José Sócrates haviam sido denunciados em 22 de Fevereiro de 2005, quando o país estava mais interessado em assassinar politicamente Santana Lopes. E até as saídas nocturnas do ex-Primeiro Minsitro pareciam causar mais escândalo do que a eventualidade do actual chefe de Governo se ter licenciado de uma forma obscura.

Haja um pingo de decência e de coerência neste país do politicamente correcto.

Domingo Desportivo

| 8 Comentários | Partilhar
O meu domingo desportivo começou com o ABC de Braga - Benfica, em andebol. Os campeões nacionais derrotaram o Benfica por 22-21. O Flávio Sá Leite registou um boa afluência de adeptos academistas (mais de 1.500!), sendo notória a ausência de benfiquistas (não ultrapassavam a dúzia!) numa partida disputada às 16 horas numa cidade que a imprensa lisboeta não se cansa de apregoar benfiquista ("São rosas, senhor, são rosas!").

Mais tarde, o Sporting de Braga derrotou o Marítimo por 2-1, voltando a vencer nos Barreiros de onde já não saía a sorrir desde a longínqua época de 1990/91. A vitória foi ainda mais saborosa porque o Braga entrou a perder (sofreu um golo aos 4 minutos!) e reencontrou Carlos Xistra, um velho amigo que borrou a pintura num célebre Braga 2 - Sporting 3, muito contestado pelos arsenalistas.

Por fim, o clássico que ía decidir o campeonato e afinal não decidiu coisa nenhuma. As cenas de violência continuam a repetir-se no futebol português sem que os clubes dos adeptos violentos sejam condenados. Na Sexta-Feira, o motorista de um dos autocarros que transportava adeptos do Leixões ficou ferido na sequência dos apedrejamentos perpretados pelos adeptos do Vitória de Guimarães. Hoje foi a vez dos adeptos do Benfica arremessarem garrafas enquanto a Polícia de Intervenção tentava criar um cordão de segurança para proteger os adeptos portistas. Mais tarde, os adeptos do Porto fizeram estourar vários petardos e arremessaram cadeiras para a zona em que estavam os benfiquistas. Quem terá sido o inteligente que se lembrou de remeter as claques portistas para o terceiro anel?

100 testemunhas

| 2 Comentários | Partilhar
Ao que parece, Hélder Amaral vai apresentar 100 testemunhas que estavam ao redor de Maria José Nogueira Pinto e que viram a agressão de que a ex-Presidente do Conselho Nacional do CDS não foi alvo.
Presumindo que não são 100 testemunhas de Jeová, tudo isto é muito estranho. A não ser que Hélder Amaral tenha avisado os 100 amiguinhos PP de que não ía bater na mulher e a malta ficou toda entusiasmada a assistir à não-agressão.

Notícia do Dia

| 3 Comentários | Partilhar
Afinal Sócrates tirou uma licenciatura de forma séria!

CONTRA-ATAQUE: Marítimo vs Braga

| 5 Comentários | Partilhar
Neste domingo, no Estádio dos Barreios, mais conhecido por Caldeirão, vai disputar.se mais um jogo da liga Bwin: o Marítimo - Braga. Após um empate em Aveiro, frente ao Beira-Mar, os verde-rubros terão um jogo dificil e muito importante frente ao 4º classificado desta liga. Será um jogo de emoções fortes visto que após perder 2 pontos no jogo passado, a equipa de Ulisses terá que conseguir fazer o que não tem feito em jogos anteriores, ou seja entrar com garra, força e amor a camisola. O Marítimo terá que entrar para vencer desde o primeiro apito do árbitro e não olhar para o encontro apenas na segunda parte, como vem sucedendo. Os adeptos maritimistas estão descontentes com os resultados, com o treinador e com o presidente, o que faz prever um jogo de muitos nervos. Este será também um jogo de reencontros, visto que existem elementos das duas partes que já vestiram a camisola da equipa que irão defrontar. Do Braga teremos 3 regressos: Jorge Costa, Luis Filipe e Zé Carlos. Dos 3 aqueles que mais marcaram pela positiva foram sem duvidas os 2 últimos e, em particular, o nosso "Zé do Golo", atleta que deixou saudades e fez a diferença no Marítimo durante a época passada. Este será bem recebido no Caldeirao e aplaudido pela massa associativa maritimista.

O Braga vem de uma vitória caseira frente à Naval e quer conquistar os três pontos. Não será um jogo de casa cheia visto logo após este jogar-se-á o clássico da Luz, mas a equipa da casa, tudo fará para tentar encher o Caldeirão. O Marítimo abre as portas do Estádio aos jovens até 17 anos e aqueles que chegarem em primeiro ao jogo receberão artigos com as nossas cores. Eu lá estarei e espero sair do estádio como há muito não acontece: feliz pela vitória e também por ver um bom jogo de futebol.


Vamos a eles!


Telma Caires do CSMarítimo-Online
"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores